New York Times obtém lucro maior que o previsto

(AFP)

O New York Times Company, que publica o jornal homónimo, obteve ganhos crescentes no quarto trimestre, superiores ao esperado, e alcançou 1,1 milhão de assinantes digitais pagos.

O lucro líquido fora de elementos excepcionais neste período situou-se em 37 centavos por acção, acima dos 30 centavos, em média, antecipados pelos analistas.

No total, o resultado líquido foi de 51,6 milhões de dólares, um aumento de 48%, segundo um comunicado publicado na quinta-feira.

Esta alta não está relacionada com a evolução do volume de facturação, que permaneceu inalterado, mas com uma redução dos custos de produção e dos encargos administrativos, bem como com a ausência de elementos que pesaram nos resultados do quarto trimestre de 2014.

Em um ano, o lucro líquido subiu para 63,2 milhões de dólares, um aumento de 89%.

O volume de negócios anual recuou 0,6%, a 1,57 bilião de dólares, e os ganhos com publicidade diminuíram 3,6%.

Tal como esperado, os ganhos com publicidade da edição em papel caíram 8,0%, enquanto os da edição digital aumentaram 8,2%.

A versão digital do The New York Times manteve seu crescimento e ganhou 53.000 assinaturas pagas durante os três últimos meses do ano, seu maior crescimento em três anos, indicou Mark Thompson, director-executivo do grupo, citado no comunicado.

No final de 2015, o grupo tinha 1,094 milhão de assinaturas online, uma cifra 20% maior que quase quadruplicou em quatro anos (+169%). (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA