Música negra é favorita nos Grammy, em meio a tensões raciais nos EUA

(AFP)

Em meio a uma tormenta que sacode o Oscar pela ausência de minorias, o Grammy terá, como grande favorito na segunda-feira, o rapper Kendrick Lamar, uma das personalidades mais relevantes da música em sua denúncia ao racismo da sociedade americana.

Lamar, de 28 anos, irá à grande festa da indústria musical com 11 indicações por “To Pimp a Butterfly”, principalmente Álbum e Canção do ano.

O cantor, nascido no subúrbio de Copton, em Los Angeles, berço do gangsta rap, é o segundo artista com mais indicações em um ano desde Michael Jackson, em 1982, com seu álbum, “Thriller”.

Em seu terceiro trabalho, Lamar deixou sons comerciais para trás para se concentrar em interlúdios lentos, nos quais se destacam os arranjos de jazz do saxofonista Kamasi Washington.

Taylor Swift, com “1989”, e a banda canadense The Weeknd, com “Beauty Behind the Madness”, competirão cada um por sete gramofones dourados, entre eles o de Álbum e o de Gravação do ano.

Na categoria Melhor Álbum de World Music, Gilberto Gil concorre com “Gilbertos Samba Ao Vivo”.

A cerimónia televisionada pelos Grammy, em que serão entregues os prémios mais importantes da indústria fonográfica, começará às 17h locais (23h de Brasília) no mítico estádio Staples Center, depois de duas horas de tapete vermelho.

Mais cedo, entre 12h30 e 15h30 locais (18h30 e 21h30 de Brasília), a Academia Fonográfica premiará cerca de 70 categorias em uma festa não transmitida pela TV no Teatro Nokia, que poderá ser acompanhada pela página do Grammy na Internet.

Lady Gaga protagonizará um dos momentos mais emocionantes da noite, com uma homenagem ao músico David Bowie, falecido há apenas um mês. Lionel Richie será ovacionado como Pessoa do Ano nesta edição da festa.

Entre as atracções da noite, a britânica Adele voltará ao palco dos Grammy para interpretar uma canção de seu último álbum, “25”. Justin Bieber, Pitbull, Johnny Depp, Ellie Goulding e Tori Kelly também se apresentarão na noite.

Confira abaixo a lista com os indicados às principais categorias:

ÁLBUM DO ANO

“Sound and Color”, Alabama Shakes

“To Pimp a Butterfly”, Kendrick Lamar

“Traveller”, Chris Stapleton

“1989”, Taylor Swift

“Beauty Behind the Madness”, The Weeknd

GRAVAÇÃO DO ANO

“Really Love”, D’Angelo and the Vanguard

“Uptown Funk”, Mark Ronson feat. Bruno Mars

“Thinking Out Loud”, Ed Sheeran

“Blank Space”, Taylor Swift

“Can’t Feel My Face”, The Weeknd

CANÇÃO DO ANO

“Alright”, Kendrick Lamar

“Blank Space”, Taylor Swift

“Girl Crush”, Little Big Town

“See You Again”, Wiz Khalifa feat. Charlie Puth

“Thinking Out Loud”, Ed Sheeran

MELHOR ARTISTA REVELAÇÃO

Courtney Barnett (Austrália)

James Bay (Grã-Bretanha)

Sam Hunt (EUA)

Tori Kelly (EUA)

Meghan Trainor (EUA)

MELHOR ATUAÇÃO POP INDIVIDUAL

Kelly Clarkson, “Heartbeat Song”

Ellie Goulding, “Love Me Like You Do”

Ed Sheeran, “Thinking Out Loud”

Taylor Swift, “Blank Space”

The Weeknd, “Can’t Feel My Face”

MELHOR ATUAÇÃO POP EM DUETO OU GRUPO

Florence and the Machine, “Ship to Wreck”

Maroon 5, “Sugar”

Mark Ronson feat. Bruno Mars, “Uptown Funk”

Taylor Swift feat. Kendrick Lamar, “Bad Blood”

Wiz Khalifa feat. Charlie Puth, “See You Again”

MELHOR ÁLBUM DE ROCK

“Chaos and the Calm”, James Bay

“Kintsugi”, Death Cab for Cutie

“Mister Asylum”, Highly Suspect

“Drones”, Muse

MELHOR ÁLBUM DE MÚSICA ALTERNATIVA

“Sound and Color”, Alabama Shakes

“Vulnicura”, Bjork

“The Waterfall”, My Morning Jacket

“Currents”, Tame Impala

“Star Wars”, Wilco

MELHOR ÁLBUM POP

“2014 Forest Hills Drive”, J. Cole

“Compton”, Dr. Dre

“If You’re Reading This It’s Too Late”, Drake

“To Pimp a Butterfly”, Kendrick Lamar

“The Pinkprint”, Nicki Minaj

MELHOR ÁLBUM DE WORLD MUSIC

“Gilbertos Samba Ao Vivo”, Gilberto Gil (Brasil)

“Sings”, Angelique Kidjo (Benim/Luxemburgo)

“Music from Inala”, Ladysmith Black Mambazo, Ella Spira e The Inala Ensemble (África do Sul/Grã-Bretanha)

“Home”, Anoushka Shankar (Índia/Grã-Bretanha)

“I Have No Everything Here”, Zomba Prison Project (Malauí)

MELHOR ÁLBUM DE POP LATINO

“Terral”, Pablo Alborán

“Healer”, Alex Cuba

“A Quien Quiera Escuchar”, Ricky Martin

“Sirope”, Alejandro Sanz

“Algo Sucede”, Juliete Venegas

MELHOR ÁLBUM DE ROCK LATINO, URBANO OU ALTERNATIVO

“Amanecer”, Bomba Estereo

“Mondongo”, La Cuneta Son Machín

“Hasta La Raíz”, Natalia Lafourcade

“Caja de Música”, Monsieur Periné

“Dale”, Pitbull

MELHOR ÁLBUM DE JAZZ LATINO

“Made In Brazil”, Eliane Elias

“Impromptu”, The Rodriguez Brothers

“Suite Caminos”, Gonzalo Rubalcaba

“Intercambio”, Wayne Wallace Latin Jazz Quintet

“Identities are Changeable”, Miguel Zenón

A lista completa com os indicados nas 83 categorias está disponível em. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA