Multidão vai ao delírio com Stones no Uruguai

(AFP)

“Por fim, no Uruguai!”, gritou Mick Jagger em espanhol, nesta noite de terça-feira, em um lotado estádio Centenário, em Montevideu, com uma multidão de fãs presente para ver os Rolling Stones pela primeira vez.

Como é tradição, abriram o show com “Start Me Up”, seguida do clássico “It’s Only Rock and Roll (But I Like it)”, sob um calor intenso que não pareceu incomodar os 60.000 espectadores.

Vestido de calça e camiseta pretas e de camisas de seda, que foi trocando ao longo da noite, Mick Jagger mostrou estar em excelente forma física, aos 72 anos.

“Nosso show será nosso Maracanaço”, brincou Jagger no palco, referindo-se à histórica vitória sobre o Brasil, que deu ao Uruguai a taça da Copa do Mundo de 1950, no Maracanã.

“Uruguai! Uruguai!”, gritou o público.

“Gardel é uruguaio!”, continuou, mimando uma multidão que o ovacionou por reconhecer a paternidade do ídolo internacional do tango.

Depois tirou uma camiseta “celeste” e gritou: “¡Luis Suárez!”, em referência à estrela uruguaia do futebol que brilha no Barcelona.

Em sua única apresentação no Uruguai como parte de sua turnê latino-americana, os Stones também tocaram clássicos como “Wild Horses”, “Sympathy for the Devil”, “Paint it Black” e “Brown Sugar”.

Depois de duas horas, Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood e Charlie Watts encerraram o show com “Satisfaction (I can’t get no)” e fogos de artifício.

Os Stones chegaram a Montevideu, depois de passarem pela Argentina e por Santiago como parte da tournée “América Latina Olé”. Agora, eles seguem para Brasil, Peru, Colômbia e México. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA