Mulher decepa pénis de estuprador como forma de denunciá-lo

(YAHOO)

Todos os dias mulheres do mundo inteiro são vítimas de violência — física e sexual. Na Índia, porém, a situação se agrava por conta de questões culturais e, não tão raro, mulheres são sistematicamente estupradas por membros de sua própria família.

Foi o caso de uma moradora da pequena cidade de Sidhi, em Madhya Pradesh. Aos 32 anos, afirmou ter sido vítima de vários estupros seguidos por parte de seu cunhado. Sem ajuda das autoridades, fez justiça com as próprias mãos.

A mulher surpreendeu policias locais ao entrar cheia de sangue nas mãos na delegacia da cidade. Com ela, trazia o recado sobre os abusos de maneira bem latente: tinha em mãos o pénis do cunhado, que arrancara a sangue frio momentos antes.

De acordo com o Times of India, a mulher afirmou aos policias que, depois de vários estupros, a única maneira de deter o cunhado era arrancando seu pénis. À delegacia, ela foi acompanhada dos três filhos que moram com ela e presenciaram várias vezes a cena.

Segundo o relato, a mulher morava com seu cunhado porque seu marido trabalha a cerca de 1100 quilómetros de casa. Segundo ela, por conta da distância o estuprador sentia-se a vontade para abusar sexualmente dela sem maiores problemas.

O pénis do estuprador foi arrancado com uma foice. As autoridades foram, então, buscar o cunhado, que no entanto se matou antes mesmo de ser levado para um hospital. A mulher, agora, responderá por tentativa de assassinato enquanto tentará provar que só agiu em legítima defesa. (YAHOO)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA