Moxico: Explorados mais de três mil metros cúbicos de madeira

Produção de madeira (Foto: cedida a Angop)

Três mil metros cúbicos de madeira em touros foram explorados, no ano transacto, na província do Moxico, mais mil metros do que em igual período anterior, informou hoje, no Luena, o chefe de Departamento do Instituto do Desenvolvimento Florestal (IDF), Isaac Victor.

O responsável justificou que o aumento da produção deveu-se ao estabelecimento de parceria entre madeireiros nacionais e estrangeiros, com realce para chineses, facilitando o armazenamento, transportação e a exploração.

Trata-se de madeira do tipo mucivi, mutete, mucoço, mussala e mumanga, exploradas nas comunas do Luvuei, Luau e Catende, no município dos Bundas, e nas localidades do Luando, Catchipoque, Canais e Benbe (Moxico).

No período em referência, o IDF emitiu 14 licenças de exploração de madeira, três das quais renovadas, o que permitiu arrecadar para os cofres do Estado 17 milhões, 999 mil e 571 Kwanzas.

Disse que a madeira é comercializada de acordo a classificação e os preços variam de dois mil e 904 a cinco mil e 720 Kwanzas por metro cúbico, na sua maioria transportada para Luanda e Benguela, por falta de indústrias transformadoras na província.

Solicitou à direcção nacional do IDF o aumento da quota de exploração de madeira no Moxico, por altura da distribuição das quotas às províncias, sugerindo oito mil metros cúbicos para corresponder com a solicitação efectuada pelos agentes, que, neste momento, endereçaram 40 processos, entre empresas e entidades singulares que pretendem explorar madeira este ano na província. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA