Morreu ex-secretário geral das Nações Unidas Boutros Boutros-Ghali

Boutros Boutros-Ghali morreu esta terça-feira, aos 93 anos Foto: Nações Unidas/D.R

O Conselho de Segurança das Nações Unidas anunciou, esta tarde, a morte do ex-secretário geral da organização, Boutros Boutros-Ghali.

O antigo secretário-geral das Nações Unidas Boutros Boutros-Ghali morreu esta terça-feira, aos 93 anos.

A notícia da morte do egípcio, que liderou a ONU entre 1992 e 1996, está a ser avançada pela agência Reuters, que cita fontes diplomáticas.

Boutros Boutros-Ghali foi o primeiro árabe e o primeiro africano a ocupar um posto internacional tão elevado.

Formou-se no Cairo, Egipto, e em Paris. Foi professor em várias universidades e institutos no Egipto, Estados Unidos, Europa, Índia, Médio Oriente e África. Foi nesse percurso enquanto académico que conheceu os problemas internacionais.

Em 1977, foi nomeado ministro dos Negócios Estrangeiros do Egipto. Participou nas negociações de Camp David (Setembro de 1978) e na assinatura do tratado de paz entre o Egipto e Israel.

Em 1992, substituiu o peruano Javier Pérez de Cuéllar na chefia das Nações Unidas.

Os 15 membros do Conselho de Segurança observaram um minuto de silêncio em memória de Boutros-Ghali. (Rádio Renascença)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA