Ministra angolana culpa especulação pela subida de preços

Rosa Pacavira (Foto: João Santa Rita) (VOA)

A ministra do Comércio de Angola, Rosa Pacavira, garantiu que não há escassez de produtos da cesta básica no país e que as autoridades policiais vão ser accionadas para travar a especulação de preços.

“Não temos escassez dos produtos da cesta básica”, disse a ministra que acrescentou no entanto que as autoridades estão “a restringir os quantitativos de produtos que as pessoas estão a comprar”.

A ministra Rosa Pacavira disse ainda que o governo não vai permitir que hipermercados “como o Kero, o Jumbo e outros, vendam a grosso”.

A ministra do Comércio reiterou ainda que os grandes armazenistas não podem vender directamente ao consumidor e têm que vender a quem tem alvará comercial.

Jordan Coelho, o director adjunto do Gabinete Jurídico da Associação Angolana dos Direitos do Consumidor (AADIC), disse que os problemas não se devem apenas à especulação mas ao facto de não haver produtos.

“Não é apenas especulação, pois nós passamos em muitos mercado, falamos com os vendedores e não há mesmo produtos”, disse. (VOA)

por Coque Mukuta

1 COMENTÁRIO

  1. Angola necessita de uma vasta equipa de controlo e fiscalização, na circulação dos produtos comerciais, lamentamos sempre pela falta de produtos, tudo bem! mas agora perguntamos quem tem fiscalizado os produtos que muitas vezes saem horas improprias para outros pontos dentro ou fora do país? vejamos o caso da província do Uíje quantas toneladas de produtos do campos vão saindo de forma livre sem pelo menos menos o pagamento de nenhuma taxa, são vários produtos que infelizmente o produto não produz e se produz então é em quantidades reduzidas, logo deve-se prestar bastante atenção aos agricultores tanto faz médios ou grandes porque existem toneladas que podem ser taxadas e estes valores ajudariam em muito os cofres do estado…!!!??? Leandra Neves (EMs)

DEIXE UMA RESPOSTA