MAT reconhece entidades que participaram nos 40 anos da independência

ANGOP entre as empresas premiadas no quadro dos 40 anos da Independência Nacional (Foto: Rosário dos Santos)

O Ministério da Administração do Território (MAT) homenageou nesta sexta-feira, em Luanda, mais de 40 entidades colectivas e privadas que participaram nas festividades dos 40 anos da independência de Angola, assinalados a 11 de Novembro de 2015.

Consubstanciada na outorga de Diplomas de Reconhecimento, a cerimónia foi orientada pelo titular da pasta, Bornito de Sousa, numa das unidades hoteleiras da capital do país.

A mesma foi antecedida de um encontro com os governadores províncias, nas vestes de integrantes da Comissão Interministerial então criada para a coordenação das actividades.

Na ocasião, informou que a acção visou destacar os agradecimentos da Comissão Interministerial às instituições, empresas (dentre as quais a agência noticiosa angolana – Angop) e personalidades que contribuíram para o êxito das celebrações da efeméride.

O director nacional da Comunicação Social, Rui Vasco, aferiu que para além dos distinguidos, houve outros cidadãos anónimos que se empenharam directamente nas tarefas e fizeram com que a festa nacional tivesse o sucesso que teve.

“Estamos todos de parabéns porque sentimos que fizemos algo nobre em prol da nossa pátria e a dedicação com que fizemos isso, é maior”, asseverou o responsável.

Fizemos uma coisa do interesse colectivo como cidadão e são estes pequenos exemplos, nas grandes realizações, que provamos sermos angolanos e queremos continuar a sê-lo com orgulho, patriotismo e amor, respeitando os símbolos (Hino Nacional, Bandeira, Insígnia), o Presidente da República e as nossas instituições”, defendeu.

“É um justo reconhecimento a minha geração, que deu a sua contribuição em vários campos, de modo a que as festividades do 40º aniversário da independência da Angola tivessem o êxito que tiveram”, pontualizou.

Por seu turno, o jornalista Amílcar Xavier, um dos contemplados, disse que a outorga do Diploma a si atribuído é um gesto de reconhecimento à sua geração e a sua importância reflecte-se na moldura humana que prestigiou a cerimónia.

As festividades do quadragésimo aniversário da obtenção da soberania decorreram sob o lema “Angola 40 anos: independência, paz, unidade nacional e desenvolvimento”.

Assistiram à cerimónia, governadores provinciais, membros do Executivo, académicos e entidades de distintos estratos da sociedade angolana. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA