Malanje: Novos incidentes entre MPLA e UNITA

(AP)

Cerca de 30 membros de uma delegação do secretariado provincial da UNITA detidos na passada sexta-feira, no município de Luquembo, no Malanje, por efectivos da Policia Nacional já foram libertados.

O secretário do partido do galo negro Januário Alfredo, que se deslocou de emergência à localidade no sábado, disse que as autoridades policiais detiveram os integrantes da caravana depois de incidentes que envolveram duas autoridades tradicionais na aldeia do Kaonde, comuna de Kapunda.

As respectivas autoridades tradicionais foram levadas pelos partidários do galo negro até à sede municipal depois de terem alegadamente retirado símbolos da UNITA do local.

“Infelizmente a Administração local e o próprio Governo alegam que nós teríamos raptado as pessoas para locais incertos, o que não é verdade, trouxemos as pessoas “, disse.

Um processo contra membros da UNITA está em curso naquela circunscrição a cargo do Serviço Provincial de Investigação Criminal de Malanje, que está a ouvir os intervenientes no incidente, que resultou na destruição de quatro casas de militantes da UNITA por supostos militantes do MPLA e perto de 30 pessoas estão ao relento.

A Unita, através do secretário municipal de Malanje, João Cardoso e secretário provincial para organização urbana, Manuel da Cunha, encabeçam uma digressão na região do Songo, no âmbito da campanha de mobilização para o ingresso de novos militantes. (VOA)

por Isaías Soares

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA