Malanje: Banco de urgência de medicina regista 52 casos de malária

Malaria (DR)

Cinquenta e dois casos de malária formam registados pelo banco de urgência de medicina do hospital regional de Malanje no fim de semana, menos sete em relação ao igual período anterior, disse nesta segunda-feira à Angop, a chefe da referida unidade, Elisa Manuel.

De acordo com a responsável, foram igualmente registados 32 casos de febre tifóide, resultantes de 166 pacientes com diferentes patologias que deram entrada ao banco.

Elisa Manuel explicou que das entradas, destaca-se também 23 casos de doenças cardiovasculares, 18 de hipertensão arterial, três de acidentes vascular cerebral e dois de insuficiência cardíaca.

Precisou que no mesmo período, o banco de urgência de medicina do hospital regional de Malanje, registou apenas um óbito por malária complicada mais anemia severa.

Já o banco de urgência de Cirurgia e Ortopedia do mesmo hospital, segundo o seu chefe, Armindo Coelho Balanga, deram entrada 67 pacientes com várias fracturas, menos 40 comparativamente ao fim de semana passado.

Fez saber que deste número houve o registo de 11 casos de ferimento por arma branca, 10 por acidentes de viação 10 e 2 de queimadura.

O responsável referiu ainda que no período em causa, a sua unidade realizou três pequenas cirurgias sendo uma por hemorroide e duas por hérnia (uma inguinal e outra estrangulada).

Por sua vez, o banco de urgência de pediatria do hospital provincial materno-infantil, registou 63 casos de malária, 22 de doenças respiratórias agudas e 15 por anemia severa, segundo informou a chefe do banco, Eva Bernardo, fruto de 603 ocorrências (mais 200 em comparação com igual ao período anterior).

Eva Bernardo explicou ainda que foram realizadas 84 hemotransfusões na referida área (hospital provincial materno-infantil).

Disse não se registar qualquer óbito no mesmo hospital. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA