Mais de 11 mil vítimas civis na guerra do Afeganistão em 2015 – relatório

O ano de 2015 foi o mais sangrento no Afeganistão segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) Foto: Lusa/D.R

Mais de 3.500 civis morreram na guerra no Afeganistão e outros 7.400 ficaram feridos em 2015, ano mais sangrento desde que as Nações Unidas começaram em 2009 a contabilizar os afegãos mortos e feridos no conflito.

De acordo com um relatório anual divulgado hoje pela Organização das Nações Unidas (ONU), a guerra provocou no Afeganistão 11.002 vítimas civis no ano passado, entre mortos e feridos, representando um aumento de quatro por cento relativamente ao relatório do ano anterior.

Das mais de 11 mil vítimas civis (das quais 3.545 morreram) o documento indica que uma em cada quatro são crianças.

O relatório, citado pela agência France Presse, refere que o número de crianças afetadas aumentou 14% face a 2014, tendo crescido igualmente o número de mulheres feridas ou mortas.

“O mal infligido aos civis é totalmente inaceitável”, comentou o representante especial da ONU no Afeganistão, Nicolas Haysom.

Combates e atentados em zonas povoadas são descritos pelas Nações Unidas como a principal causa das mortes de civis em 2015. O relatório aponta nomeadamente as incursões de talibãs nos centros urbanos. (Agência Lusa – ARP/ZO)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA