Luxemburgo e Cabo Verde lançam “Afro-Verde 1”

José Maria Neves, primeiro-Ministro de Cabo Verde (CaptainTom/Wikipédia)

O primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, está no Luxemburgo, desde domingo,  numa visita de três dias que tem como objectivo reforçar a cooperação bilateral. Esta segunda-feira os dois países lançaram um fundo de investimento -Afro Verde 1- para desenvolver projectos turísticos e infra-estruturas no norte do arquipélago.

José Maria Neves que faz-se acompanhar por uma comitiva de empresários e pela ministra do Turismo e das infra-estruturas, Leonesa Fortes, participou esta manha no Fórum Económico Cabo Verde Luxemburgo. No final do encontro, os dois países assinaram um fundo de investimento – Afro Verde 1-para desenvolver projectos turísticos e infra-estruturas no norte do arquipélago.

Esta tarde o primeiro-ministro foi recebido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Mars Di Bartolomeu, e pelo ministro da cooperação, Romano Schneider, reuniões onde a cooperação bilateral esteve em cima da mesa.

Ontem, José Maria Neves encontrou-se com a diáspora cabo-verdiano no Luxemburgo. José Mendes, presidente da associação Amizade Cabo-verdiana no Luxemburgo, disse à RFI que a comunidade aproveitou para falar nos atrasos na emissão dos passaportes e ainda a questão dos contentores que nunca chegaram à ilha do Fogo.

“Na altura da erupção do vulcão do Fogo foram enviados mais de dois contentores aqui do Luxemburgo, mas que nunca chegaram ao destino porque, ao contrário do que foi anunciado, as alfandegas exigiram-nos dinheiro para retirar os contentores. Uma questão para a qual, infelizmente, não obtivemos resposta da parte do sr. primeiro-ministro”.

A visita de chefe do executivo termina amanhã, terça-feira, com um encontro entre José Maria Neves e o seu homólogo luxemburguês, Xavier Bettel. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA