Lunda Sul: Aumento de fuga à maternidade continua a preocupar Difamu

Fuga a maternidade preocupa responsavel na Lunda Sul (Foto: ANGOP/Arq)

A directora provincial da Família e Promoção da Mulher (Difamu) na Lunda Sul, Maria Ulumbo, considerou hoje (sexta-feira), em Saurimo, preocupante o número de casos de fuga à maternidade na região.

Em declarações à Angop, a responsável afirmou que o abandono de crianças é um fenómeno que não deve apenas preocupar o governo, mais sim à sociedade, apelando à necessidade de cada um assumir as suas responsabilidades enquanto pai.

Informou que de Janeiro até a presente data, a instituição registou 39 casos de fuga a paternidade, sendo, acrescentando que devido ao aumento deste fenómeno, a instituição está a desempenhar um trabalho de sensibilização dos pais para a mudança de atitude,

Adiantou que no caso de haver resistência no cumprimento das suas obrigações, o Difamu os encaminhará para as instâncias judiciais, através dos serviços da Direção Provincial de Investigação Criminal, a Procuradoria e o Tribunal Provincial.

‘‘As crianças devem crescer saudáveis e com direito à vida, para que Angola seja uma nação harmoniosa, as pessoas devem ter em consideração que se hoje são adultos é porque ontem foram crianças, e se os seus pais os atirassem a lixeira como outros fazem, muitos não estariam a servir a pátria”, alertou.

A responsável afirmou que a direção continuará a intensificar as acções de sensibilização nas escolas, mercados, unidades militares e igrejas, com vista a combater casos de violência domestica que ainda afectam as famílias na região. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA