Kundi Paihama apela população a estar atenta às ingerências externas

Huambo: Kundi Paihama - Governador provincial (Foto: Edilson Domingos)

O povo angolano foi encorajado hoje, quinta-feira, na comuna do Mundundo, município do Ucuma, 122 quilómetros a oeste da cidade do Huambo, a continuar a promover a unidade nacional, para combater a conspiração internacional contra o governo angolano.

O facto foi expresso pelo governador provincial do Huambo, Kundi Paihama, quando falava no acto alusivo ao 55º aniversário do início da luta armada, tendo instado os angolanos a estarem atentos a qualquer manobra que tenta perigar a segurança nacional e desenvolvimento socioeconómico.

Nesta perspectiva, exortou os partidos políticos no sentido de contribuírem para a unidade e reconciliação entre os angolanos, por forma a se ter uma província modelo livre de acções que poem em risco a paz conquistada com muito sacrifício dos filhos dessa pátria.

O governante disse, por outro lado, que os cidadãos devem fazer uma reflexão profunda sobre o sacrifício consentido pelos filhos desta pátria para que vivesse em paz, desde o início da luta de libertação nacional.

Por isso, instou a juventude a estudar a história de libertação nacional, valorizar e divulgar os feitos dos heróis do 04 de Fevereiro, pois foi graças a sua entrega abnegada à pátria que hoje o país está independente.

Noutra parte da sua alocução, o governador do Huambo incentivou a população no sentido de contribuir na diversificação da economia, numa altura que a conjuntura económica interna e internacional impõem limitações ao governo, o que necessita o alargamento das áreas de cultivo.

Lembrou que a província possui solos férteis e uma rica bacia hidrográfica que pode contribuir no aumento das áreas de cultivo e, consequentemente, na criação da segurança alimentar.

O acto comemorativo ao 04 de Fevereiro, que teve lugar na comuna de Mundundu, 122 quilómetros a oeste da cidade do Huambo, foi testemunhado por mais de cinco mil pessoas.

Na ocasião, o governador da província do Huambo entregou as famílias camponesas fertilizantes e charruas, com objectivo de alargar às áreas de cultivo. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA