Kundi Paihama apela à denúncia pública

Primeiro secretário do MPLA, Kundi Paihama (Foto: Edilson Domingos/Arquivo)

O primeiro secretário do Comité Provincial do MPLA no Huambo, Kundi Paihama, exortou segunda-feira os dirigentes, militantes, quadros e simpatizantes do partido a redobrarem a vigilância e a denunciarem comportamentos que visam fomentar a desobediência civil, pôr em causa a paz, a democracia e a unidade nacional.

Kundi Paihama fez esta exortação durante a 12.ª sessão plenária ordinária do Comité Provincial do MPLA no Huambo, que serviu para fazer o balanço do trabalho realizado em 2015 e discutir e aprovar o programa de acção para o presente ano.

Na reunião, os militantes também analisaram matérias sobre o processo orgânico do Comité Provincial, que vai culminar com a realização do VII Congresso ordinário do partido, a ter lugar em Luanda de 17 a 20 de Agosto sob o lema “MPLA com o povo, rumo à vitória”.

Kundi Paihama garantiu que foram cumpridas as actividades programadas pelos comités de base, com a realização de assembleias de balanço e renovação de mandatos nos onze municípios da província. Neste momento, estão em curso as tarefas de preparação das conferências comunais, municipais e provinciais do MPLA.

O primeiro secretário provincial anunciou, para os próximos dias no Huambo, o lançamento da agenda política do MPLA para este ano. “Desde a sua fundação, o MPLA tem sido o pilar e o protagonista de todos os processos históricos do país, na busca de soluções que visam a melhoria gradual das condições de vida dos angolanos”, salientou.

Kundi Paihama lamentou o facto de, ainda assim, existirem partidos na oposição que continuam a espalhar a mentira, o boato, a calúnia e a demagogia. “Isso demonstra claramente o baixo nível de patriotismo”, disse.

O primeiro secretário provincial exortou os militantes da JMPLA a prosseguirem o trabalho de consciencialização político-ideológica da juventude, no sentido de prepará-la para combater a delinquência, o abuso de bebidas alcoólicas e outras práticas prejudiciais ao desenvolvimento dos jovens e da sociedade.

A 12.ª sessão plenária ordinária do Comité Provincial foi orientada pelo coordenador do grupo de acompanhamento do secretariado do Bureau Político do MPLA para a província do Huambo, Carlos Ferreira Pinto, que reconheceu o esforço empreendido pelos militantes por melhores condições de vida das populações.

O MPLA vai realizar o seu VII Congresso ordinário entre 17 e 20 de Agosto do próximo ano, para eleger os novos quadros directivos. No Congresso vai ser eleito, entre outros órgãos de direcção, o presidente do partido e candidato às eleições de 2017. (Jornal de Angola)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA