Huíla: Tribunal provincial condena assaltantes do BIC a 21 anos de prisão

(DR)

O tribunal provincial da Huíla condenou nesta segunda-feira, na cidade do Lubango, um cidadão angolano e quatro namibianos, por assalto em Fevereiro de 2015 a uma dependência do Banco BIC, a 21 anos de pena maior.

Ficou provado que os condenados arrombaram a porta e dominaram, na ocasião, o guarda de serviço na Agência do Banco BIC, localizado no bairro do Tchioco, tendo roubado 18 milhões, 571 mil e 190 kwanzas, 47 mil e 394 dólares americanos, quatro mil e 130 dólares namibianos e 17 mil e 201 Euros.

Após diligências da Polícia Nacional os mesmos foram encontrados na posse de 12 armas de fogo que usaram durante o assalto e ainda quantidades de cocaína e de outras drogas.

Apropriaram-se, igualmente, de computadores e sistemas de vigilância na perspectiva de eliminar quaisquer vestígios.

O Tribunal absorveu o réu Admar Coutinho, funcionário do referido Banco, acusado de ter participado no crime, onde os factos não foram comprovados.

Os réus vão cumprir pena na cadeia do Bendiaba e pagarão multas em kwanzas, cujo montante não foi divulgado pelo juiz de direito Marcelino Ntyamba.

Recorde-se que a situação dos réus foi agravada pelo facto de se terem evadido da penitenciária em Agosto último, no Lubango. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA