Huíla: Polícia apela grupos a maior rigor nos níveis organizacionais

Policia Nacional de Angola (RNA)

O Comando Provincial da Huíla Polícia Nacional aconselhou hoje, domingo, os responsáveis de grupos carnavalescos a maior rigor no nível organizacional, por forma a evitarem perdas dos membros e acidentes durante o Entrudo, marcado para terça-feira.

O conselho foi dado pelo porta-voz da corporação, superintendente-chefe, Paiva Tomás, que sugeriu maior atenção no controlo dos foliões, principalmente na classe de infantis, uma vez que nas edições transactas houve casos de desaparecimentos e acidentes.

Para o asseguramento da maior manifestação cultural do país, Paiva Tomás referiu que este ano o número de efectivos será reduzido, visto que não haverá acto provincial, realçando, no entanto, que os comandos municipais foram chamados a redobrarem esforços durante o evento.

O oficial da polícia adiantou que o comando provincial estabeleceu medidas especiais que se consubstanciam, principalmente, na sensibilização contra à sinistralidade rodoviária, no sentido de se evitarem acidentes que possam causar danos humanos e materiais.

Apesar de não revelar o número de efectivos que estarão disponíveis, Paiva Tomás referiu que o asseguramento para os actos municipais contará com dispositivos da Polícia de Intervenção Rápida (PIR), Bombeiros, entre outras forças de segurança.

O porta-voz explicou que as acções de policiamento vão incidir também em áreas com maior aglomeração populacional e críticas, visando garantir o asseguramento, acompanhamento e manutenção dos grupos carnavalescos.

A comissão organizadora tem inscrito 82 grupos, entre infantis e de adultos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA