Huambo: Acidentes de viação fazem 282 mortos e 980 feridos em um ano

Acidente de viação (Foto: Angop/Arquivo)

Duzentas e 82 pessoas morreram e 980 ficaram feridas, vítimas de mil e 16 acidentes de viação registados pelo Comando da Policia Nacional na província de Huambo, de Fevereiro de 2015 até a data presente.

O facto foi anunciado, domingo, nesta cidade, pelo comandante provincial da Policia Nacional, comissário Elias Dumbu Livulu, ao discursar no acto local comemorativo ao 40º aniversário do órgão, assinalado sob o lema “ Pela Ordem e pela paz ao serviço da nação”.

De acordo com o comissário, os acidentes que provocaram ainda danos materiais avaliados em 40 milhões, 605 mil e 150 kwanzas, tiveram como principais causas o excesso de velocidade, com 444 casos, falta de precaução, 230, ultrapassagem irregular, 139, não cedência de prioridade de passagem, 134, mudança de direcção irregular, 13, bem como condução sob influência de álcool e ilegal, com 13 e 08, respectivamente.

Os sinistros, acrescentou, foram caracterizados por 347 choques entre veículos automóveis e velocípedes com e sem motor, 338 atropelamentos, 171 despistes, 119 embates entre veículos automóveis, 23 capotamentos e 18 colisões contra obstáculos fixos, perfazendo uma media de três sinistros por dia.

Em termos de criminalidade, Elias Dumbu Livulu explicou que, no período em referência, foram registados dois mil e 647 casos de natureza diversa, dos quais dois mil e 315 foram esclarecidos, correspondendo uma produtividade policial na ordem de 87 porcento.

O esclarecimento dos referidos delitos que correspondem uma média mensal de 220 casos, acrescentou, levaram à detenção de dois mil e 971 cidadãos, entre os quais 92 do sexo feminino, com idades compreendidas entre 14 a 41 anos, acusados como supostos autores dos crimes.

Elias Dumbu Livulu destacou, deste modo, que de Janeiro a 31 de Dezembro de 2015, o órgão que dirige teve conhecimento de 48 crimes praticados com recursos a arma de fogo, 31 dos quais esclarecidos, que resultaram na detenção de 57 indivíduos, supostamente implicados na pratica dos mesmos.

“ A maior parte destes crimes foram praticados por filhos da província. Muitas são as causas que concorrem para que tais crimes tivessem lugar, o que nos obrigou a tomada de medidas enérgicas contra marginais, culminando no desmantelamento de 21 grupos que actuavam na província”, disse o oficial superior da Policia Nacional.

O combate aos crimes económicos tais como subida de preços dos produtos, desrespeitando a margem de lucros estipulada por lei, dada a situação económica que o país vive, segundo o comandante, merecerá também atenção da polícia ao nível do planalto central.

O comandante da Policia Nacional na província do Huambo, Elias Dumbu Livulu, exortou a população local a estar mais próxima do órgão, facilitando a relação polícia-cidadão, “sem terem medo, nem receio de denunciar todos aqueles que atentam contra a ordem e tranquilidade das populações e seus bens”.

O acto foi marcado, entre várias actividades, com a distinção dos efectivos que integram o órgão desde a sua criação, assim como entrega de diplomas aos que mais se destacaram ao longo do ano e desfile das mulheres que integram os seus diversos organismos.

A atribuição aos órgãos de comunicação social de menções honrosas pela sua participação e dedicação nas acções inerentes a educação e divulgação de informações policiais, em prol da manutenção da ordem e tranquilidades públicas foi outro momento alto da actividade.

Em 2014, trezentos e 27 pessoas morreram vítimas de acidentes mil e 98 acidentes de viação e 966 ficaram feridas. Quantos aos crimes, registaram-se dois mil e 548. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA