Hillary e Sanders se enfrentam em novo debate

(AFP)

Os pré-candidatos democratas à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton e Bernie Sanders, enfrentaram-se nesta quinta-feira, em um novo debate no qual a ex-secretária de Estado criticou a viabilidade económica das propostas do senador para o Sistema de Saúde.

“Lutei toda minha vida para garantir que a cobertura de saúde fosse um direito para todas as pessoas”, afirmou o senador.

“Todos os economistas liberais que analisaram isso dizem que os números não batem”, respondeu Hillary neste sexto debate entre os pré-candidatos do Partido Democrata, realizado na cidade de Milwaukee (norte).

“E essa é uma promessa que não se pode cumprir”, acrescentou a ex-primeira-dama.

“Nossa campanha indica que o povo americano está cansado das políticas e da economia do ‘establishment’. Querem uma revolução democrática”, rebateu Sanders, ao iniciar a discussão.

“Aspiro à Presidência para derrubar todas as barreiras que bloqueiam os americanos”, frisou Clinton.

Além de perder por uma surpreendente margem de 22 pontos em New Hampshire, Hillary Clinton conquistou menos votos do que Sanders em todos os grupos demográficos, incluindo feminino.

A ex-primeira-dama e ex-senadora minimizou o peso dos números: “passei toda minha vida adulta trabalhando para ter certeza de que as mulheres estejam empoderadas para que tomem suas próprias opções, inclusive se essa opção for não votar em mim”, declarou entre os risos da plateia.

“Disse muitas vezes que não estou a pedir às pessoas que me apoiem, porque sou uma mulher, mas porque sou a pessoa mais qualificada, experiente e pronta para ser presidente e comandante-em-chefe”, completou.

Hillary Clinton quer ser a primeira mulher presidente dos Estados Unidos, mas Bernie Sanders já deixou claro que isso não será fácil.

“Estamos a lutar por cada voto que possamos ter de mulheres, homens, heterossexuais, gays, negros, latinos e asiáticos”, afirmou o senador, de 74 anos. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA