Higino Carneiro conduz o MPLA na capital do país

Higino Carneiro, Primeiro Secretário Provincial do MPLA em Luanda (Foto: Pedro Parente)

O novo primeiro secretário provincial de Luanda do MPLA, Higino Carneiro, prometeu trabalhar com todos em defesa dos ideais do partido e na melhoria das condições de vida dos cidadãos.

Higino Carneiro, que substitui Bento Bento, lembrou que a província enfrenta muitos problemas em termos de requalificação urbana, edificação de obras, realojamento, reassentamento, resultante da necessidade da construção de infra-estruturas, melhoria do saneamento básico e fornecimento e distribuição de água e electricidade.

“Tenho plena certeza de que a tarefa não é fácil, mas também não é impossível”, admitiu Higino Carneiro, recordando que Luanda teve um crescimento populacional na ordem dos oito a dez por cento ao ano, sem ter o mesmo ritmo em termos de infra-estrutura.

Nomeado recentemente governador da província de Luanda, Higino Carneiro disse que há muito a fazer na província, embora alguma coisa tenha sido feita de forma gradual, devido à limitação das capacidades técnicas, humanas e sobretudo financeiras. Higino Carneiro falou também dos preços dos produtos alimentares, que considera injustificáveis, razão pela qual apela à denúncia dos especuladores e a atribuição de estímulos aos produtores, no sentido de aumentarem a produção para a garantia do sustento das famílias angolanas e o desencorajamento à especulação.

A eleição ocorreu durante a III Conferência Extraordinária do Comité Provincial de Luanda, realizada ontem no Centro de Conferências de Belas, com o objectivo de dar cumprimento à orientação do partido de eleger os governadores provinciais a primeiros secretários do Partido, no sentido de conformar a actividade governativa à partidária.

Higino Carneiro recebeu 418 votos dos militantes presentes na Conferência. De acordo com o secretário para Organização e Mobilização do Comité Central do MPLA, Jorge Dombolo, a indicação dos administradores municipais e comunais a secretários do partido pode ter lugar, dependendo da situação política de cada município ou comuna e da estratégia da actual direcção do Comité Provincial.

Para o secretário para Organização e Mobilização do Comité Central do MPLA, Jorge Dombolo, que encerrou a Conferência, os grandes desafios que se colocam à província de Luanda têm de ser resolvidos com mestria, abnegação, unidade, verdadeiro sentido de missão e total engajamento dos principais actores políticos da província de Luanda a todos os níveis. Jorge Dombolo disse esperar que o primeiro secretário provincial saiba conduzir com êxito a actividade político-partidária do MPLA, a mais importante praça política do país, tendo em conta a sua experiência, vontade de vencer e o seu espírito de cumprimento de missão.

No encerramento, Jorge Dombolo informou que o MPLA prepara o sétimo Congresso Ordinário, estando neste momento a realizar as assembleias de militantes de balanço e renovação de mandatos dos comités de acção, que culmina com as conferências ordinárias intermédias. (Jornal de Angola)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA