“Herdeiros da Escravatura” retrata vida de contratados cabo-verdianos em São Tomé

Livro retrata a escravatura de cidadãos cabo verdianos em São Tomé Imagem: D.R

As condições de vida dos cabo-verdianos em São Tomé e Príncipe são o tema do livro “Herdeiros da Escravatura”, que presta tributo aos antigos contratados do regime colonial português que nunca regressaram a Cabo Verde.

O livro, da autoria do cabo-verdiano nascido em Angola Luís Neves e do português Pedro Matos, reúne 347 fotografias a preto e branco e cerca de 50 depoimentos “na primeira pessoa” de antigos contratados do regime colonial português que, nas décadas de 40, 50 e 60 do século passado partiram para São Tomé e Príncipe e nunca regressaram a Cabo Verde.

Em declarações à agência Lusa, Pedro Matos adiantou que o livro “nasceu da necessidade de documentar as duras condições de vida das comunidades cabo-verdianas em São Tomé e Príncipe, que recorreram à emigração como o último recurso para tentarem melhorar as suas difíceis condições de vida em Cabo Verde”. (Agência Lusa)

1 COMENTÁRIO

  1. Existirá matéria para escrever no sentido inverso, ou seja Santomenses escravizados em Cabo Verde?
    Temos a informação que há de Angolanos, talvez justificasse um livro.

DEIXE UMA RESPOSTA