Governador Geraldo Alckmin recebe deputados oposicionistas da Venezuela

(saopauloglobal.sp.gov.br)

Encontro aconteceu no Palácio dos Bandeirantes nesta terça-feira (23)

O governador Geraldo Alckmin recebeu nesta terça-feira (23) a Comissão de Relações  Exteriores da Assembleia Nacional da Venezuela que faz oposição ao atual presidente Nicolas Maduro. O encontro aconteceu às 18h30 no Palácio dos Bandeirantes.

A perspectiva de mudança política institucional venezuelana fez parte da pauta da reunião. De acordo com o governador, “os opositores procuram meios para fortalecer a democracia e reivindicam que presos políticos sejam anistiados. Nós os apoiamos nesta causa e vamos colaborar dialogando com nossas lideranças no Congresso”.

(saopauloglobal.sp.gov.br)
(saopauloglobal.sp.gov.br)

“O governador é bastante solidário com a questão e tem sido uma liderança bastante procurada por autoridades da Venezuela”, afirmou a chefe da Associação Especial para Assuntos Internacionais (AEAI), Ana Carolina Conde, em referência aos encontros do governador com esposas de presos políticos venezuelanos, em maio do ano passado, e com a líder oposicionista Maria Corina Machado, a deputada mais votada do parlamento venezuelano, em abril de 2014.

Participaram do encontro com o governador, o presidente da Comissão, Luis Florido do partido Voluntad Popular, e o deputado William Dávila, do partido Acción Popular, além de Ana Carolina Conde.

Presos políticos

(saopauloglobal.sp.gov.br)
(saopauloglobal.sp.gov.br)

Em maio do ano passado, o governador Geraldo Alckmin recebeu Mitzy Capriles e Lilian Tintori que vieram em busca de apoio internacional para a liberdade de seus maridos Antonio Leezma e Lopoldo Lopez respectivamente. Ambos são líderes da oposição ao governo de Nicolás Maduro.

Visitas

No Brasil, a comissão se reuniu com legisladores e com o Tribunal Eleitoral para expor o que chamam de “crise institucional e violação dos Direitos Humanos” na Venezuela. Em março, a comissão segue para o Chile e Uruguai para tratar também do “Projeto de Lei de Anistia e Reconciliação”.

Crise

A Venezuela atravessa uma das piores crises de sua história com a queda do preço do barril de petróleo.  Dados do FMI (Fundo Monetário Internacional) indicam que em 2016 o PIB (Produto Interno Bruto) da Venezuela deve sofrer a maior retração do mundo. Em 2015, a inflação venezuelana chegou a 180,9% e o PIB recuou 5,7%.

(nota de imprensa enviada à redacção do Portal de Angola com pedido de publicação)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA