Fitch baixa estimativas para o petróleo para 35 dólares em 2016

(REUTERS)

A agência de notação financeira reviu em baixa a estimativa para o preço do petróleo este ano, de 45 para 35 dólares por barril, o que reflecte a perspectiva de que “é improvável que os preços recuperem este ano”.

A Fitch cortou a estimativa para o preço do petróleo em 2016. A agência de notação financeira estima que o Brent e o West Texas Intermediate (WTI) irão valer 35 dólares este ano, menos dez dólares do que a previsão anterior. Uma revisão que pode ter impacto nos “ratings” das petrolíferas, especialmente aquelas que têm menor liquidez.

“A redução deve-se a uma combinação do aumento das reservas num Inverno ameno, a produção superior ao esperado em Janeiro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e o aumento das evidências de que o crescimento da economia mundial será mais fraco que o estimado anteriormente”, justifica a Fitch, num relatório publicado esta quarta-feira, 24 de Janeiro.

Assim, a Fitch considera que “é improvável que os preços recuperem este ano”, antecipando que o equilíbrio entre a oferta e a procura seja atingido apenas em 2017 (tal como prevê a Agência Internacional de Energia). E, “mesmo nessa altura, as reservas muito elevadas irão limitar as subidas dos preços”.

Apesar de apontar para os 35 dólares este ano, em caso de “stress”, o barril pode chegar aos 25 dólares. Já em 2017, a agência estima um preço de 45 dólares. Um valor 20 dólares abaixo dos 65 dólares que a agência considera que é o necessário para estimular o investimento e “manter o mercado equilibrado no longo prazo”.

A revisão em baixa do preço do petróleo tem impacto no “rating” atribuído pela Fitch às petrolíferas e que será reavaliado nas próximas semanas. O principal impacto será sentido pelas empresas com menor liquidez, indica a agência.

O petróleo está a desvalorizar mais 2% nos mercados internacionais, esta quarta-feira. O Brent, negociado em Londres, está a cair 2,28% para 32,50 dólares por barril, pela segunda sessão consecutiva. Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate (WTI) recua 3,42% para 30,78 dólares por barril. (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA