Filme “Cartas de guerra”, de Ivo Ferreira, tem estreia mundial hoje em Berlim

O filme "Cartas de guerra", de Ivo Ferreira, vai estar em exibição, hoje, no Festival de Cinema de Berlim Foto: Lusa/D.R

O filme “Cartas de guerra”, de Ivo M. Ferreira, construído a partir da correspondência do escritor António Lobo Antunes, durante a guerra colonial, tem estreia mundial, hoje, no Festival de Cinema de Berlim, integrado na competição internacional.

A longa-metragem baseia-se no livro “D’este viver aqui neste papel descripto – Cartas de guerra”, editado em 2005 pelas filhas do escritor Maria José e Joana Lobo Antunes, com as cartas que António Lobo Antunes escreveu à primeira mulher, Maria José, no tempo em que foi destacado pelo exército, como médico, durante a guerra colonial em Angola, de 1971 a 1973.

Rodada a preto e branco, esta é a terceira longa-metragem de Ivo M. Ferreira, e conta no elenco com mais de quarenta atores, entre os quais Miguel Nunes (no papel de Lobo Antunes), Margarida Vila-Nova (Maria José), Ricardo Pereira, João Pedro Vaz e Simão Cayatte.

Na estreia mundial, hoje, em Berlim, vão estar presentes o primeiro-ministro, António Costa, e o ministro da Cultura, João Soares.

“Cartas de guerra”, produzido por O Som e a Fúria, deverá estrear-se nos cinemas portugueses no segundo semestre deste ano.

Ivo M. Ferreira é autor das longas-metragens “Águas mil” (2009) e “Em volta” (2002).

Este ano, a programação do festival de Berlim conta com a presença de oito filmes portugueses, três dos quais em competição.

Além de “Cartas de guerra”, a competição integra ainda as curtas-metragens “Balada de um batráquio”, de Leonor Teles, e “Freud und Friends”, de Gabriel Abrantes. (Agência Lusa – SS/ MAG)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA