EUA: Donald Trump e Bernie Sanders são vencedores no New Hampshire

Após os primeiros resultados, Bernie Sanders estava a "esmagar" Hillary Clinton (Getty Images)

Projeções divulgadas pela CNN dão a vitoria a Donald Trump e a Bernie Sanders nas primárias do New Hampshire. Hillary Clinton pode sofrer uma derrota humilhante.

Donald Trump e Bernie Sanders são os vencedores das eleições primárias do New Hampshire para a presidência dos Estados Unidos, que se realizaram nesta terça-feira, segundo as projeções divulgadas pela estação de televisão CNN. Após começarem a ser divulgados os primeiros resultados, Trump, que perdeu para Ted Cruz a competição entre republicanos no Iowa, liderava a votação, com 34,5%, seguido por John Kasich, com 15,8%. Cruz tinha apenas 11,1% dos votos.

Entre os democráticos, Sanders recolhia 56,2%, contra 41,7% de Hillary Clinton. A antiga secretária de Estado de Barack Obama reconheceu a derrota, num estado em que venceu em 2008 quando o concorrente era o atual presidente, Barack Obama. Bernie Sanders ganhou vantagem sobre Clinton junto dos eleitores mais jovens e daqueles que se consideram “moderadamente liberais”, de acordo com um estudo da Edison Research, e também terá conquistado ligeiramente mais eleitores do sexo feminino. Hillary terá superado Sanders na faixa etária de idade superior a 65 anos.

As projeções divulgadas pelas principais cadeias de televisão dos Estados Unidos anteciparam uma média de 31,2% para Donald Trump e atribuíram uma vantagem superior a 13 pontos percentuais de Sanders em relação a Hillary Clinton.

Meio milhão de eleitores terão participado nas primárias do estado de New Hampshire, que tem uma população de 1,327 milhões de habitantes e é o nono estado menos populoso dos Estados Unidos. Em competição pelos eleitores estiveram 58 candidatos, nove dos quais no campo republicano. As próximas primárias realizam-se no Nevada, a 20 de fevereiro, no mesmo dia em que os candidatos republicanos competem na Carolina do Sul. Neste estado, a votação para a escolha do candidato do Partido Democrático decorre a 27 de fevereiro. A eleição está marcada para de novembro.

Metade dos eleitores republicanos decidiu nos últimos dias

Os eleitores do New Hampshire costumam tomar decisões apenas nos dias que antecedem a votação e, em 2016, não terá sido diferente. Uma sondagem à boca das urnas realizada, também, pela Edison Research indicou que perto de metade do eleitorado republicano só decidiu em que candidato votar nos dias mais recentes. Foi entre estes eleitores, que demoram mais tempo a fazer as suas opções, que Marco Rubio conseguiu marcar pontos nas primárias do Iowa e conquistar a terceira posição, com 29%, atrás de Ted Cruz e de Donald Trump.

No New Hampshire, de acordo com o mesmo estudo, terão sido os candidatos até agora apelidados de outsiders os maiores beneficiados com as decisões de última hora. A Edson Research revelou que 61% dos apoiantes de John Kasich optaram pelo governador do Ohio já em cima da votação e o mesmo sucedeu com 51% daqueles que escolheram Jeb Bush, irmão do ex-presidente George W, Bush.

No lado do Partido Democrático, a situação é diferente. Apenas um quinto dos eleitores deixou para os derradeiros dias de campanha no New Hampshire a decisão sobre a sua preferência. Ainda assim, Hillary Clinton terá sido mais favorecida do que Bernie Sanders durante as horas finais da corrida. Os esforços finais dos apoiantes da antiga secretária de Estado de Barack Obama terão permitido convencer 26% dos seus eleitores, contra 20% de persuadidos à última hora por Sanders. (OBSERVADOR)

por João Candido Silva

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA