Embaixada apresenta livro Constituição da República de Angola Manuscrita

O embaixador de Angola em Lisboa, Marcos Barrica Foto: D.R

O embaixador de Angola em Portugal, José Marcos Barrica, procedeu no último fim-de-semana, em Lisboa, a apresentação pública do livro “Constituição da República de Angola Manuscrita”.

A “Constituição da República Manuscrita” foi transcrita por um conjunto de crianças angolanas dos sete aos 15 anos de idade, radicadas no território português.

Para além da participação de centenas de crianças e respectivos pais ou tutores,

Estiveram envolvidas de modo directo 244 crianças (número simbólico correspondente aos 244 artigos da Constituição) que, distribuídos por grupos, transcreveram devidamente organizados os artigos ou trechos do texto constitucional.

Dada a natureza e delicadeza de uma Lei Suprema, o trabalho foi alvo de uma minuciosa revisão confrontada ao pé da letra do documento oficial, tendo em vista a salvaguarda da substância da mesma Carta.

Foi conferida a legibilidade e a inteligibilidade dos escritos, enquanto a diversidade caligráfica que expressa a heterogeneidade dos grupos, reflecte também a índole etária dos transcritores e oferece um encanto original à obra no seu todo.

Inserto no livro está um DVD que retrata as principais etapas do processo directamente acompanhado pelos chefes das missões diplomática e consulares.

Ao intervir na cerimónia, o diplomata considerou urgente o envolvimento da comunidade e das famílias, especialmente a geração de crianças nascidas fora do país, por factores migratórios, nas acções históricas e políticas que fazem a nossa actualidade”.

“É um orgulho ver as nossas crianças terem o perfeito domínio do hino, da bandeira e da insígnia nacionais”, referiu o embaixador sobre a acção que durou seis meses, nas circunscrições consulares de Angola em Lisboa, Porto e Faro. (Angop) 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA