DN: Pedidos de asilo em Portugal quase duplicam

(Correio da Manhã)

No ano passado, 872 pessoas pediram o estatuto de refugiado em Portugal, num aumento de 97% face ao ano anterior. Há 54 menores não acompanhados a pedir asilo.
Foram 872 os pedidos de estatuto de refugiado em Portugal no ano passado, mais 97% do que em 2014, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira, 8 de Fevereiro, pelo Diário de Notícias.

As pessoas em causa são originárias de 52 países, maioritariamente da Ucrânia (368), Mali (86), China (75) e Paquistão (60). A maioria são homens e há 54 menores não acompanhados a pedir asilo.

O jornal explica que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, responsável pela instrução dos processos, ainda não divulgou a quantas pessoas foi concedido o estatuto de refugiado em 2015.

No ano anterior, apenas 20 obtiveram asilo, o que corresponde a 4,5% do total de pedidos. Houve ainda 91 que no ano passado receberam autorização de residência por questões humanitárias, o que garante uma autorização válida por um ano, renovável.

Até Setembro, o número de pedidos de asilo tinha subido 138% em Portugal, de acordo com os dados então divulgados pelo Eurostat, que na altura apontava para um aumento de 78% em toda a União Europeia. Alemanha, Hungria e Suécia foram nos primeiros três trimestres do ano os países mais procurados pelos 870 mil pessoas que nessa altura pediram asilo na Europa. (Jornal de Negocios)

DEIXE UMA RESPOSTA