DN: Pedidos de asilo em Portugal quase duplicam

(Correio da Manhã)

No ano passado, 872 pessoas pediram o estatuto de refugiado em Portugal, num aumento de 97% face ao ano anterior. Há 54 menores não acompanhados a pedir asilo.
Foram 872 os pedidos de estatuto de refugiado em Portugal no ano passado, mais 97% do que em 2014, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira, 8 de Fevereiro, pelo Diário de Notícias.

As pessoas em causa são originárias de 52 países, maioritariamente da Ucrânia (368), Mali (86), China (75) e Paquistão (60). A maioria são homens e há 54 menores não acompanhados a pedir asilo.

O jornal explica que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, responsável pela instrução dos processos, ainda não divulgou a quantas pessoas foi concedido o estatuto de refugiado em 2015.

No ano anterior, apenas 20 obtiveram asilo, o que corresponde a 4,5% do total de pedidos. Houve ainda 91 que no ano passado receberam autorização de residência por questões humanitárias, o que garante uma autorização válida por um ano, renovável.

Até Setembro, o número de pedidos de asilo tinha subido 138% em Portugal, de acordo com os dados então divulgados pelo Eurostat, que na altura apontava para um aumento de 78% em toda a União Europeia. Alemanha, Hungria e Suécia foram nos primeiros três trimestres do ano os países mais procurados pelos 870 mil pessoas que nessa altura pediram asilo na Europa. (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA