Dificuldade na aquisição de divisa afecta produção da Lactiangol

Lactiangol (Foto: Pedro Parente)

A produção de leite na Indústria de lacticínios de Angola “Lactiangol” reduziu de cinco milhões de litros para três milhões e 500 litros no ano transacto, devido a dificuldades no acesso às divisas para a aquisição de matérias-primas, disse hoje à Angop, em Luanda, o seu presidente do Conselho de Administração, José César Bastos Macedo.

Segundo o gestor, no mesmo período, igualmente pelos mesmos motivos, os níveis de produção de iogurtes também baixaram significativamente para cerca de 50 porcento, uma situação que, de acordo o PCA, deixa a empresa numa situação difícil.

“A Lactiangol enfrenta, neste momento, muitas dificuldades que obriga os seus funcionários criatividade e capacidade de gestão para mantê-la em funcionamento neste momento de crise, resultante da queda do preço do barril de petróleo no mercado internacional”, explicou.

José César Macedo, lamentou, por seu turno, a falta de atenção de quem de direito para com a indústria de lacticínios no país, defendendo, no caso, maiores facilidades às industrias nacionais na disponibilização de verbas, em detrimento da importação de produtos acabados.

Questionado sobre a possibilidade de adquirir matéria-prima no país, José César Macedo considerou insuficiente a produção dos criadores de gados, acrescido também das dificuldades que enfrentam para alcançarem os seus objectivos, sobretudo na importação de componentes para produção de ração animal.

Neste momento, a Lactiangol fornece um décimo das solicitações dos clientes, entre cadeias de distribuição, supermercados, lojas de proximidade, pequenas lojas, restaurantes e outros.

Apesar da dificuldade financeira, segundo o PCA, a empresa está a investir cerca de 19 milhões de dólares na aquisição de equipamentos modernos, dos quais cerca de 14 milhões de dólares estão já realizados.

Salientou que a fase de modernização que a empresa está a implementar visa duplicar a capacidade de produção de leite, passando de uma linha com a capacidade de produzir seis mil e 500 litros para duas linhas de produção de cerca de 13 mil litros por hora, a partir de 2017.

A Lactiangol foi inaugurada em 1994 e conta actualmente com cerca de 250 trabalhadores, entre administrativos, técnicos e especialistas que garantem a produção com qualidade dos seus produtos e de outros serviços. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA