Deutsche Bank considera recomprar dívida para aliviar pressão

(Bloomberg)

O banco alemão, que tem estado sob pressão dos investidores, considera comprar dívida própria para realizar ganhos de capital.

O Deutsche Bank, assim como a maior parte dos bancos europeus, tem estado sob “fogo cerrado” dos mercados. Mas o banco alemão está a considerar recomprar parte das suas obrigações, que totalizam cerca de 50 mil milhões de euros, para dar um sinal de força aos investidores e para conseguir ganhos de capital, segundo o Financial Times. Isto depois de, no início da semana, e dada a elevada pressão do mercado, o Deutsche Bank ter sido obrigado a garantir que tinha condições para reembolsar os obrigacionistas.

As dúvidas sobre a capacidade do banco de fazer face aos seus compromissos aumentaram, com o custo de comprar protecção sobre dívida do banco, através de “credit default swaps”, a mais do que duplicar desde o início do ano. Já as acções do Deutsche Bank desvalorizam quase 40%, em 2016. O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, também já veio a público defender a solidez do banco, dizendo que não há preocupações sobre a entidade financeira. Os receios em relação ao banco aumentaram após os prejuízos de 6,8 mil milhões de euros obtidos em 2015.

Com a dívida do banco a ser castigada, a recompra de alguns desses títulos abaixo do valor a que foram emitidos permitiria ao banco alemão conseguir alguns ganhos de capital. Segundo o Financial Times, das compras ficarão de fora as obrigações de capital contingente (CoCo), que têm sido um dos focos de preocupação dos investidores.

As acções do Deutsche Bank aparentam estar a reagir positivamente a esta intenção revelada pelo Financial Times, com os títulos a avançarem 3,21% para 13,655 euros. (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA