Cuanza-Sul: Mais de quatro mil ex-militantes da UNITA aderem ao MPLA no Cassongue

MPLA (DR)

Quatro mil e 585 cidadãos que militaram no partido do Galo Negro, no município de Cassongue, província do Cuanza Sul, renunciaram, ultimo fim de semana, as suas anteriores fileiras partidárias e ingressaram ao MPLA, em acto presidido pelo primeiro secretário do comité provincial do MPLA, Eusébio de Brito Teixeira.

O ingresso massivo dos ex-militantes da Unita ocorreu na aldeia de Cangombe, pertencente a área de Cruzamento, e na sede comunal da Pambangala.

Dests número, mil e 486 são ex-militares na reforma, dentre os quais 15 majores, 55 capitães e 174 tenentes, enquanto dois mil e 230 ex-militantes pertenceram ao braço feminino deste organização, LIMA, e 871 ex-militantes militaram ao braço juvenil da Unita, JURA.

Na declaração de renúncia, os ex-militantes do partido do Galo Negro referiram que tomaram esta posição de livre vontade por considerarem a política desenvolvida por esta formação cmo sendo baseada no tribalismo, regionalismo e pela mentira.

“Nós escolhemos a via de ingressar ao MPLA porque estamos cansados com uma política caduca que só professa mentira, tribalismo, regionalismo” lê-se na declaração da renúncia.

Os novos militantes que ingressaram no MPLA reafirmaram a sua fidelidade ao partido no poder por considerarem ser uma força política capaz de congregar os angolanos, de Cabinda ao Cunene, e com vocação para materializar os anseios de todos os filhos desta pátria.

O primeiro secretário do comité provincial do Cuanza Sul do MPLA, Eusébio de Brito Teixeira, que se fazia acompanhar do coordenador adjunto do grupo de acompanhamento do Bureau Ppolítico do Comité Central do MPLA à província, Artur da Silva Júlio, de membros da Comissão Executiva do comité provincial e do comité municipal de Cassongue, afirmou que o “acto reveste-se de um significado histórico e especial”, por ser o primeiro do género a acontecer na província.

Eusébio de Brito garantiu, perante a multidão presente, que o MPLA tem as portas abertas para receber todos quantos abracem o programa do seu partido e anunciou a continuação de cerimónias de ingresso de novos militantes em todos os municípios do Cuanza Sul.

Eusébio de Brito Teixeira felicitou estes cidadãos por terem ingressado no MPLA, tendo salientado que o seu partido continua de braços abertos para receber todos os angolanos que, sob a sua bandeira e em torno do seu líder, José Eduardo dos Santos, queiram contribuir para a coesão nacional e na reconstrução do país.

“Depois de muitos anos de meditação e reflexão e de estudo dos documentos fundamentais do MPLA, estes homens e mulheres juraram fidelidade à bandeira do MPLA e ao camarada Presidente José Eduardo dos Santos, traduzindo-se num virar da página, rumo à prosperidade”, disse o dirigente do MPLA no Cuanza Sul.

O primeiro secretário do MPLA fez saber que “os Estatutos e o Programa do seu Partido são os documentos mais importantes que, no seu conjunto, conformam a organização e garantem a unidade de acção dos militantes”.

Aos novos militantes ingressados, Eusébio de Brito Teixeira reiterou que “as regras de democracia interna no MPLA determinam a prática da liberdade dos debates, do respeito pelas liberdades, pelos direitos e pelas garantias fundamentais consagradas na Constituição”.

A actividade contou ainda com uma sessão musico-cultural, com destaque para as actuações dos músicos Bessa Teixeira e Justino Handanga. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA