Cuanza Norte: Primeiras habitações sociais em Lucala começam a ser entregues

Casas sociais prontas para serem habitadas (Pedro Parente/Angop)

As primeiras cem residências sociais edificadas no município de Lucala, província do Cuanza Norte, no âmbito do programa governamental de construção de 200 fogos habitacionais em cada município do país começam a ser entregues hoje, quinta-feira, aos proprietários.

Em declarações quarta-feira à imprensa, o administrador municipal de Lucala, José Teixeira da Conceição, adiantou que as residências serão entregues no quadro das festividades do 4 de Fevereiro, dia do início da Luta Armada de Libertação Nacional, cujo acto provincial o município alberga.

Sem revelar o número de candidatos inscritos, o administrador adiantou que em função da elevada concorrência para a obtenção das residências foi feito um sorteio que possibilitou apurar os beneficiários das mesmas.

“Este é um processo que começou com a inscrição dos candidatos à obtenção de uma residência e como tivemos mais inscrições em relação ao número de casas passou-se por mecanismos de selecção dos candidatos, o que culminou com um sorteio”, frisou.

Quanto à franja da população beneficiária, disse ter-se obedecido a um critério estabelecido pelo governo central, onde a juventude beneficia de 30 por cento do total das residências, seguindo depois os organismos sediados no município e os cidadãos em geral, que comprovem os rendimentos que lhes permitem pagar um valor, mensalmente.

José Teixeira da Conceição absteve-se de avançar os valores a serem pagos em cada prestação mensal, mas frisou que as residências, de tipologia T3, serão pagas através do sistema de renda resolúvel, num período de 30 anos.

Garantiu que as condições sociais como energia, água e pavimentação das ruas estão a ser acauteladas, para que os habitantes do novo bairro vivam condignamente.

O município de Lucala compreende uma superfície territorial de 2.399 quilómetros quadrados e uma população de 20 mil, 148 habitantes (dados provisórios do censo geral da população e da habitação, realizado em Maio de 2014. A sua sede, vila de Lucala, dista 38 quilómetros a leste de Ndalatando, capital da província. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA