Cuanza Norte: CASA-CE prevê recrutar mais de 22 mil novos militantes

Jesus Mbote Duas Horas, Secretário provincial da CASA-CE (Foto: Eliseu Veloso)

O primeiro secretário executivo da Coligação Ampla de Salvação de Angola (CASA-CE) no Cuanza Norte, Jesus Mbote Duas Horas, disse hoje, segunda-feira, em Ndalatando, que o seu partido prevê recrutar mais de 22 mil novos militantes para as suas fileiras, durante o ano de 2016.

O político, que falava a propósito das actividades desenvolvidas em 2015 e a serem implementadas durante este ano, disse que a sua organização partidária vai intensificar a criação de mais núcleos a nível de todos municípios, comunas e povoações da província.

Disse que a organização tem como meta para este ano, atingir a cifra de 60 mil militantes na região, até as eleições gerais de 2017.

“A nossa meta é, até de Dezembro deste ano, atingirmos 60 mil militantes inscritos e com cartões, para surpreendermos em 2017 e protagonizarmos a mudança positiva, pacífica e ordeira do sistema político e de governação em Angola”, augurou.

Aquele responsável afirmou que durante o ano transacto, o seu partido registou na província, um crescimento de 23 mil e 847 novos militantes, fruto das campanhas de mobilização e recrutamento realizadas, o que permitiu a criação de vários núcleos (estruturas de base da organização) em diversos bairros do Cazengo, município sede da província.

Procedeu-se ainda a distribuição de material informativo e de propaganda sobre as acções e o papel da CASA-CE junto das populações.

Fruto destas acções, a organização política conta actualmente com 37 mil e 51 militantes nos 10 municípios do Cuanza Norte.

Para além das acções político-partidárias, Jesus Duas Horas disse que a CASA-CE, no Cuanza Norte, enquanto organização política com acento parlamentar e parceira do Governo, direcionou igualmente as suas actividades em 2015, em acções sociais.

Entre estas acções, destacou a sensibilização das populações para deixarem de construir em zonas de riscos e aos moto-taxistas no sentido de pautarem por uma condução legal e responsável.

Apoiou ainda 18 famílias, vítimas de enxurradas no bairro São Filipe, em Ndalatando, com chapas de zinco e disponibilizou mão-de-obra, com militantes da organização, que são pedreiros para ajudarem no concerto das moradias destruídas pelas chuvas.

Disse constar igualmente na agenda da CASA-CE para o presente ano, a capacitação dos cidadãos em materiais de fiscalização, no âmbito das eleições gerais de 2017, bem como intensificar o recrutamento e mobilização de novos militantes no segmento dos mais adultos.

“A CASA-CE no Cuanza Norte é constituída, maioritariamente, por jovens, assim sendo, como já conquistamos o segmento juvenil, em 2016 queremos intensificar a mobilização dos adultos para acreditar no projecto de nação da nossa organização”, assegurou. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA