Contas lusas obrigam a proezas inéditas de FC Porto e Sporting

(TVI24)

O Sp. Braga salvou a honra do convento luso na Liga Europa e, ao vencer na Suíça, por 2-1, colocou-se em posição privilegiada para marcar presença nos oitavos de final, pela quarta vez nos últimos dez anos.

Já FC Porto e Sporting, por conta do veneno alemão, estão obrigados a proezas inéditas. Os dragões nunca anularam uma desvantagem de 2-0 na primeira mão de eliminatórias europeias, nas quatro vezes em que se depararam com essa situação – com Nantes em 1971, Hamburgo, em 1975, Standard Liège, em 1982 e Barcelona em 1985.

A derrota do FC Porto em Dortmund ficou marcado pela defesa remendada que José Peseiro se viu forçado a usar. Uma situação que já tinha sido antecipada na MF Total e que, desta vez, não disfarçou as carências portistas naquele setor. O jogo ficou também marcado pela curiosidade da estreia de Iker Casillas na segunda competição da UEFA, aos 34 anos e ao fim de 17 temporadas ao mais alto nível. Não foi uma estreia risonha, porém. A derrota por 2-0 repete o desfecho da última viagem que o guarda-redes espanhol fizera àquele estádio, em 2014, ainda pelo Real Madrid, que nesse ano se sagraria campeão europeu. Então, Marco Reus tinha marcado os dois golos alemães. Desta vez, ficou-se pelo segundo, com a ajuda involuntária de Indi – mas a verdade é que há dois anos Casillas acabou por fazer a festa mesmo perdendo, visto que a sua equipa trazia uma vantagem de 3-0 da primeira mão.

Também o Sporting, com a derrota pela margem mínima em Alvalade, ficou obrigado a fazer o que nunca antes conseguiu: vencer na Alemanha, de onde, nos 11 confrontos anteriores trouxe apenas um empate e dez derrotas.

A tarefa é duplamente inédita, aliás, visto que o Sporting também nunca venceu o Bayer Leverkusen. A desta quinta-feira fi a quarta derrota em cinco embates europeus, saldo atenuado apenas por um empate sem golos em 2000/01. Resta aos leões acreditarem no fator Jorge Jesus: o atual técnico, esse sim, já venceu na Alemanha por duas vezes – e uma delas até foi em casa do Leverkusen, na Liga Europa 2012/13, ao serviço do Benfica.

Historicamente, o Sporting só por uma vez no seu percurso europeu conseguiu anular uma derrota caseira na primeira mão: foi em 2010, quando garantiu o acesso à Liga Europa, retificando na Dinamarca (3-0) uma derrota com o Brondby, por 0-2, em Alvalade. Nas outras oito ocasiões em que perdeu em casa na primeira mão, o Sporting acabou por ser afastado de prova.

Ranking UEFA: Sp. Braga mantém Portugal colado à França

Contributo das equipas portuguesas para o ranking da UEFA

Os resultados desta semana, com vitórias do Benfica e do Sp. Braga, reforçaram o estatuto dos encarnados como a equipa de maior contributo para a classificação portuguesa no ranking da UEFA. Nos últimos cinco anos, o Benfica contribuiu com mais de um terço do total, seguido pelo FC Porto, e com Sporting e Sp. Braga a distância significativa. Veja como ficaram essas contas:

Total de pontos: 51,750

Benfica: 17,500 (33,8%)

F.C. Porto: 14,000 (27,0%)

Sporting: 7,500 (14,5%)

Sp. Braga: 5,000 (9,7%)

Estoril: 1,750 (3,4%)

Marítimo: 1,333 (2,6%)

Belenenses: 1,167 (2,2%)

V. Guimarães: 0,917 (1,8%)

Rio Ave: 0,917 (1,8%)

Académica: 0,667 (1,3%)

Nacional: 0,500 (1,0%)

P. Ferreira: 0,500 (1,0%)

Distribuição época a época

2015/16

Total: 55 pontos a dividir por seis equipas (9,167)

Benfica= 18 (3,000)

F.C. Porto=11 (1,833)

Sp. Braga=11 (1,833)

Sporting=8 (1,333)

Belenenses=7 (1,167)

V. Guimarães=0

2014/15

Total: 54,5 pontos a dividir por seis equipas (9,083)

F.C. Porto = 27 (4,500)

Sporting= 10 (1,667)

Benfica= 8 (1,333)

Rio Ave=5,5 (0,917)

Estoril=4 (0,667)

Nacional=0

2013/14

Total: 59,5 pontos a dividir por seis equipas (9.917)

Benfica=29 (4,833)

F.C. Porto=16 (2,667)

Estoril=6,5 (1,083)

V. Guimarães=4 (0,667)

Paços de Ferreira=3 (0,500)

Sp. Braga=1 (0,167)

2012/13

Total: 70,5 pontos a dividir por seis equipas (11.750)

Benfica=26 (4,333)

F.C. Porto=20 (3,333)

Marítimo=8 (1,333)

Sp. Braga=7 (1,167)

Sporting=5,5 (0,917)

Académica=4 (0,667)

2011/12

Total: 71 pontos a dividir por seis equipas (11.833)

Benfica=24 (4,000)

Sporting=21,5 (3,583)

Sp. Braga=11 (1,833)

F.C. Porto=10 (1,667)

Nacional=3 (0,500)

V. Guimarães=1,5 (0,250)

(TVI24)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA