Chuvas inundam mais de duas mil residências em Luanda

Faustino Minguês - Porta-voz do comando provincial dos Bombeiros (Foto: Rosário dos Santos)

As chuvas que caíram sobre Luanda, nas últimas 24 horas, inundaram duas mil 249 residências, duas escolas e um centro de saúde privado, informou à Angop o porta-voz do comando provincial do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros ( SNPCB), Faustino Minguês.

De acordo com o responsável, o município mais afectado foi o de Viana com 978 casas inundadas com destaque para os bairros da Regedoria, Km- 9 e 12, zona A e B, Mulenvos de cima e baixo e transbordo do canal do Kicuxi.

No distrito do Kilamba-Kiaxi destacou os bairros do Neves Bendinha, Palanca, enquanto no Sambizanga a zona do sector da Frescura, Soares da Costa e imediações da Cimangola.

Por sua vez no município do Cazenga apontou os bairros do Calahuenda, rua Rei Pele, bem como o transbordo da bacia do Grafanil. As chuvas causaram ainda dificuldades de circulação em vias terciárias e secundárias de diversos municípios e distritos.

Entretanto, de acordo com Faustino Minguês, as comissões municipais e distritais de protecção civil iniciaram já com os trabalhos de sugar as águas no interior das residências e ruas, abertura de valetas de forma a permitir o escoamento, limpeza de valas de drenagem, sarjetas e retirada resíduos sólidos.

Estão a ser, igualmente realizadas campanhas de sensibilização e mobilização das comunidades, principalmente da periferia sobre como devem se proteger em caso de inundações, evitar doenças causadas pelas chuvas e deixar de deitar o lixo nas valas de drenagem e sarjetas.

De acordo com o responsável, não foram registadas perdas humanas nem danos matérias avultados.

Com uma população estimada em mais de seis milhões de habitantes, fazem parte da província de Luanda, o município com o mesmo nome, bem como os do Cazenga, Viana, Belas, Cacuaco, Icolo e Bengo e Quiçama. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA