Ler Agora:
China quer metade da nova frota automóvel do Estado alimentada a energia renovável
Artigo completo 2 minutos de leitura

China quer metade da nova frota automóvel do Estado alimentada a energia renovável

A decisão abrange órgãos do Governo central, instituições públicas e “algumas” cidades. O valor foi revisto em alta, já que uma medida anunciada anteriormente fixava aquela quota em 30%.

Metade da nova frota automóvel de alguns departamentos governamentais da China vai passar a usar energia renovável, segundo uma decisão anunciada na quarta-feira pelo Conselho de Estado.

A decisão abrange órgãos do Governo central, instituições públicas e “algumas” cidades, lê-se no comunicado emitido pelo principal órgão executivo do país e citado pela imprensa estatal.

Uma medida anunciada anteriormente fixava aquela quota em 30%.

Em 2015, as vendas de automóveis “amigos do ambiente” na China quase triplicaram face ao ano anterior, para 331.100 unidades, de acordo com a Associação de Fabricantes de Automóveis da China (CAAM).

O Governo chinês tem promovido o uso de carros eléctricos através de incentivos fiscais e do reforço do número de pontos de recarga, que deverão ser integrados nos novos complexos residenciais.

País mais populoso do mundo, com cerca de 18% da humanidade, a China é também o maior emissor de gases poluentes do planeta.

Apesar do forte investimento nos recursos hídricos, eólicos e solares, cerca de dois terços da energia consumida no país assentam no carvão.

Segundo a organização ambientalista Greenpeace, os níveis de poluição em quase 300 cidades chinesas excederam amplamente os padrões de qualidade nacionais no ano passado. (Jornal de Negocios)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »