“Cabo Verde: Janelas de África” é o novo livro de Corsino Tolentino

Corsino Tolentino, investigador no Instituto da Africa Ocidental (Liliana Henriques)

Corsino Tolentino lançou hoje, em Santo Antão, o novo livro “Cabo Verde: Janelas de África”.

A obra apresenta um olhar sobre a história política Cabo Verde desde 1975 a 2015, sem esquecer a importância do que representa a cabo-verdianidade.

O escritor e diplomata descreve o livro como uma viagem no tempo que junta vivências e colaborações de várias gerações; “é uma forma de celebrar os 40 anos de actividade política e neste livro conto a minha actividade política que começou em Santo Antão e fiz questão de lançá-lo aqui”.

Corsino Tolentino destaca que quis acentuar dois pontos; “Cabo Verde pertence ao edifício África e por isso é que são janelas e Cabo Verde não é uma janela, Cabo Verde são janelas. As ilhas são diversas apesar de convergentes, aquilo a que chamamos de cabo-verdianidade”.

“Cabo Verde: Janelas de África” é apresentado em Santo Antão pelo economista António Duarte. Terça-feria em São Vicente pelo jornalista Carlos Santos. Na próxima sexta-feira, 26 de Fevereiro, na Cidade da Praia com apresentação do jurista Benvindo Mosso Ramos e da doutora Djalita Fialho. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA