Brasil confirma terceira morte causada pelo vírus Zika

O Brasil confirma a terceira vítima do vírus do "Zika" Foto: Lusa/D.R

O Ministério da Saúde do Brasil confirmou hoje a terceira morte causada pelo vírus Zika, uma infeção transmitida pelo mosquito ‘Aedes aegypti’ que tem gerado alarme à escala global.

Segundo informações oficiais, uma jovem de 20 anos que vivia na cidade de Serrinha, no Rio Grande do Norte, ficou internada em Natal com suspeita de Dengue e problemas respiratórios até morrer em abril do ano passado.

A relação da morte com o vírus Zika foi confirmada apenas agora, após serem conhecidos resultados de exames efetuados à paciente.

Em novembro do ano passado, o Governo brasileiro confirmou dois outros óbitos causados pela mesma infeção.

O primeiro deles foi o de um homem de 35 anos, que tinha lúpus e morava no Estado do Maranhão.

O outro caso aconteceu em Benevides, no Estado de Pará, quando uma adolescente de 16 anos morreu em função de complicações causadas pelo Zika.

Além das mortes no Brasil, um caso de malformação fetal associada ao vírus foi confirmado por um estudo publicado pelo New England Journal of Medicine.

O artigo daquela publicação especializada em temas médicos forneceu novas evidências da ligação entre o Zika e a microcefalia, ao divulgar pormenores sobre as descobertas de pesquisadores de Ljubljana, na Eslovénia, que encontraram o vírus no tecido cerebral de um feto com microcefalia.

A criança foi gerada por uma mulher europeia que apresentou sintomas da doença na 13.ª semana de gravidez, quando vivia no Brasil. (Agência Lusa – CYR/EL)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA