Ataque contra hotel na capital da Somália deixa 12 mortos

(AFP)

Pelo menos 12 pessoas morreram nesta sexta-feira em um ataque contra um hotel de Mogadíscio, capital da Somália, que foi reivindicado pelos insurgentes islamitas somalis shebab, informaram fontes policiais.

“Uma das explosões ocorreu perto do Peace Gardens (ndr: um jardim público) e outro perto do hotel (vizinho) SYL. Vi doze civis mortos, mas o número de vítimas poderia ser maior”, declarou Ibrahim Mohamed, funcionário da polícia somali.

A primeira explosão ocorreu às 19H45 locais e minutos depois foi ouvida uma segunda detonação, informou um correspondente da AFP.

Fontes médicas consultadas pela imprensa deram conta de pelo menos 25 feridos.

O grupo islamita radical shebab reivindicou o ataque em um comunicado publicado no Instagram.

“Membros dos mujahedines realizaram um ataque contra o hotel SYL perto do palácio presidencial. O ataque começou com um atentado suicida, seguido de um tiroteio”, disse o grupo.

Fontes consultadas pela AFP disseram, sob a condição de ter sua identidade preservada, que os atacantes foram repelidos do lado de fora do hotel e que dois islamitas foram mortos pelos seguranças.

Os islamitas somalis shebab, vinculados à Al Qaeda, lançaram vários ataques do tipo nos últimos meses. Em novembro, atacaram o hotel Sahafi, onde geralmente se hospedam funcionários do governo e homens de negócios.

Em Fevereiro de 2015, um ataque similar visou o Central Hotel, deixando 20 mortos.

O hotel SYL já tinha sido, em Janeiro de 2015, alvo de um ataque suicida que deixou cinco mortos. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA