Antigo vice-governador Manuel Catraio condenado a mais de seis anos de prisão

justiça (DR)

O antigo vice-governador de Luanda para o sector económico, Miguel Ventura Catraio, foi condenado nesta segunda-feira, 29, a seis  anos e três meses de prisão efectiva pelo tribunal provincial da capital.

Catraio e mais quatro mulheres foram condenados no caso conhecido como “jindungo” quando, em 2015, o então vice-governador atraiu uma amiga da ex-amante dele, Niklaúdia Galiano “Neth”, para uma das hospedarias no centro de Luanda, onde a moça foi espancada por oito mulheres.

Ela também teve picante “jindungo” introduzida nas partes íntimas.

O juiz Januário Domingos José condenou também a quatro anos e três meses de prisão a ex-amante do antigo vice-governador Justina Mufuma Lukoque “Jussila”, enquanto  Mayamba Brigida dos Santos, irmã de Jussila, e Rita de Fátima Pegado, receberam a pena de três anos e três meses de prisão efectiva

Os réus foram condenados por roubo qualificado, ofensas corporais voluntárias e atentado ao pudor.

O vídeo da agressão a Neth foi divulgado nas redes sociais. (VOA)

por Coque Mukuta

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA