Angola: Quatro mortos e mais de 2.800 casas inundadas em Luanda devido às chuvas

Chuvas provocam quatro vítimas em Luanda e inundam mais de 2800 casas Foto: Lusa/D.R

Quatro pessoas morreram em Luanda devido às fortes chuvas do último fim de semana, que provocaram ainda a inundação de 2.805 residências e hospitais, informou hoje à Lusa fonte da proteção civil da capital angolana.

De acordo com o porta-voz do Serviço de Proteção Civil e Bombeiros de Luanda, Faustino Minguêns, as chuvas provocaram a inundação de três centros médicos, de duas clínicas e obrigaram à retirada dos moradores de 153 residências.

“O município de Viana é o mais crítico”, explicou o porta-voz.

Reconheceu ainda que em função das chuvas de sábado e domingo na capital, as bacias de contenção e retenção das águas pluviais “estão cheias e a transbordar” para as residências anexas e vias públicas.

Devido às chuvas, dois homens, de 31 e 59 anos, morreram em Viana quando faziam a travessia numa zona “com fortes correntezas das águas” e “foram arrastados”.

O terceiro caso deu-se também em Viana, com dois membros da mesma família a serem surpreendidos em casa pela força das chuvas.

“A rua ficou alagada, as águas começaram a entrar na residência, eles não tiveram força para pedir socorro e acabaram por se afogar dentro de casa”, explicou Faustino Minguêns.

Depois de sábado e domingo de fortes chuvas, decorrem já ações de limpeza e desobstrução de vias, valas de drenagem e valetas, bem como sucção de águas, trabalhos realizados por coordenação das comissões municipais de proteção civil.

Há ainda registo de várias residências em perigo, por construção alegadamente ilegal junto a ravinas, sobretudo no município de Viana, segundo a proteção civil de Luanda. (Agência Lusa – PVJ/JPS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA