“Ajudar a Amparar” une esforços para apoiar crianças de São Tomé e Príncipe

Foto: Lusa

Uma iniciativa solidária que começou no início deste ano nas redes sociais está a promover uma campanha de contribuições, financeiras ou de bens, destinada a apoiar crianças em São Tomé e Príncipe, disse hoje fonte da “Ajudar a Amparar”.

Hamilton Costa, são-tomense, 39 anos, radicado em Portugal desde os cinco, contou à agência Lusa ter lançado em janeiro, a partir de Viseu, uma campanha solidária nas redes sociais apelando às pessoas para contribuírem, de qualquer forma, para apoiarem centenas de crianças no pequeno arquipélago do Golfo da Guiné.

“Todos os anos regresso ao meu país para estar junto de quem me viu nascer, mas o meu regresso é sempre de tristeza. Centenas de crianças sem a mesma sorte que eu ou da dos meus filhos, passam o dia sozinhas, ao seu próprio cuidado. Decidi que a tristeza que me invadia não me podia consumir e parti para a ação”, explicou.

Segundo Hamilton Costa, cujo sítio na Internet pode ser visitado em www.facebook.com/groups/445074499016585/ e já conta com 12 mil seguidores, o objetivo é “simples”: “centenas de crianças precisam apenas de um gesto para rasgarem sorrisos”.

“Queremos juntar um número significativo de artigos pré-escolar, produtos de higiene pessoal, desparasitantes para animais, calçado, brinquedos, entre tantos outros tipos de ‘gestos’, encher um contentor para seguir para São Tomé e Príncipe e ajudar milhares de crianças a sorrir”, sublinhou.

Mais ambicioso, Hamilton Costa, vigilante/segurança em Viseu e natural das Roça de Santa Catarina, próximo de Neves, na ilha de São Tomé, disse que também “sonha alto”, estando a pensar em criar as condições para construir uma creche no país.

“Centenas de pessoas já contribuíram, seja com roupa, brinquedos, dinheiro e outros bens. No entanto, toda a ajuda é pouca”, acrescentou, salientando as várias iniciativas de sucesso já conseguidas e cujo “produto” está guardado numa garagem particular em Viseu.

Para já, a próxima iniciativa vai realizar-se a 06 de março, com uma “caminhada solidária” – começa às 09:00 em frente à Câmara Municipal de Viseu -, terminando com aulas gratuitas de zumba e de ioga.

“Queremos que a mensagem desta causa social «Ajudar A Amparar» se espalhe por todo o Portugal”, finalizou. Lusa – JSD // VM

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA