Aberta reunião dos ministros da Defesa da Região dos Grandes Lagos

João Lourenço - Ministro da Defesa Nacional (Foto: Lino Guimarães)

A reunião dos ministros da Defesa dos países membros da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos (CIRGL) foi aberta na tarde desta quarta-feira, em Luanda.

nicialmente marcado para o período da manhã, o encontro iniciou no período da tarde devido ao atraso na aprovação de uma declaração por parte dos chefes de Estado-Maior-General das forças armadas dos países da região.

A reunião, segundo o ministro angolano da Defesa, João Lourenço, visa preparar a VI cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CIRGL, a realizar-se na sexta-feira, na capital angolana (Luanda).

Disse que a reunião vai analisar, na base do relatório dos chefes de Estado-Maior-General, a situação política e de segurança na região.

João Lourenço espera que o encontro produza documentos que permitam transmitir aos estadistas, as perspectivas para os próximos anos na busca incessante da paz e da estabilidade definitiva.

Lamentou o facto da região ser ainda conturbada, repleta de conflitos armados e instabilidade política e social, que urge superar.

Angola preside a CIRGL desde Janeiro de 2014, num mandato de dois anos já terminado. Nesta cimeira de cúpula, o país deverá ser reconduzida para mais um mandato, na sequência de consensos já manifestado pelos países que integram o órgão regional.

A Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos (CIRGL) foi criada após os conflitos registados nesta região, em 1994, e marcou o reconhecimento da sua dimensão e a necessidade de um esforço concentrado com vista a promoção da paz e do desenvolvimento.

A CIRGL é constituída por Angola, Burundi, RCA, Congo, RDC, Quénia, Uganda, Rwanda, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia e Zâmbia. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA