UEA leva em abordagem 60 anos de carreira de Elias Dya Kimuezo

Elias dia Kimuezo (Foto: José Falso/Arq)

Os 60 anos de carreira do músico angolano Elias Dya Kimuezo estarão em evidência no dia 20 deste mês na habitual Maka à Quarta-feira, numa promoção da União dos Escritores Angolanos (UEA).

Segundo uma nota de imprensa da UEA chegada nesta segunda-feira à Angop, pretende-se colocar ao dispor do público todo um manancial de informações sobre a carreira do também considerado Rei da música angolana, numa interacção entre o autor e os seus fãs.

Paralelamente ao debate, a instituição acresce que haverá também uma sessão de venda e assinatura de autógrafos do seu mais recente disco “O semba por aqui”.

Elias José Francisco nasceu no dia 2 de Janeiro de 1936 no bairro Marçal.

A sua constante frequência no Samba Kimúngua, na zona do Bungo em Luanda, onde residiam vários operários do Porto e dos Caminhos-de-ferro que tocavam e dançavam o Kinganje, fez com que descobrisse, aos 15 anos de idade, a sua vocação artística, que o leva a integrar-se na Turma do Margoso, como vocalista principal e tocador de bate-bate.

Dois anos mais tarde, muda-se para o agrupamento Os Kizombas, que naquela altura tocava nas farras do Salão Malanjinho, no Bairro do Sambizanga. Com o tempo foi-se aprimorando na arte de cantar e tornando-se cada vez mais conhecido.

Em 1972, pelo seu abnegado trabalho em prol da música, recebe uma estatueta referente aos “11 mais da cidade de Luanda”, que premiava as 11 figuras mais destacadas nas diversas áreas profissionais e sociais na cidade de Luanda.

No ano de 1974, fruto do intenso trabalho de mobilização, é preso com seu irmão mais novo “Chico Suiça” e remetidos de imediato para “São Nicolau”- Campo I das Salinas, caserna III, donde saíram após clarificação do processo de descolonização e o Sistema ser obrigado a tratar da libertação de todos os presos, principalmente os do foro político.

Desde os meados da década de 60 que Elias Dya Kimuezo, pela qualidade do seu trabalho e a constância do seu desempenho, foi considerado como “O Rei da Música Angolana”.

Elias Dya Kimuezo tem no seu baú temas como “Leonor”, “Toy Sofia”, “Ressurreição”, “Caminho-de-ferro”, “Mwenho ua mundo”, “Nzala”, “Agostinho Neto” e “Samba Madié”. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA