Testes Intensivos em Estradas e Dunas do Deserto e em Pistas do Árctico Asseguram que Sistema Inteligente de Tracção Integral da Ford Está Pronto Para Tudo

(DR)

A tecnologia Inteligente de Tracção Integral da Ford foi testada em gigantescas dunas de areia em pleno deserto do Mojave, na Califórnia

Performance e durabilidade estão aptas também para a neve do Círculo Polar Árctico e para as elevadas altitudes dos Alpes europeus e para uma gama de temperaturas que vai dos -30 aos +40 ºC e até mais

A Tracção Integral Inteligente da Ford monitoriza a utilização pelo condutor da direcção e dos pedais para antecipar e evitar o patinar das rodas; a Ford está a desenvolver futuros sistemas de tracção integral que monitorizam mais sensores e controlos.

Bem no interior do californiano deserto do Mojave, entusiastas de desportos radicais, pilotos de quad’s, de motos e de radicais “buggies” tubulares sobem e descem as vertiginosas dunas de areia.

Ali perto, os engenheiros da Ford mantêm uma distância de segurança para aqueles amantes de emoções fortes, enquanto repetem exaustivas voltas de 16 quilómetros sem parar através das dunas, sob um calor tórrido de 38 ºC, por vezes mais, para desenvolver e testar o sistema Inteligente de Tracção Integral para o novo “sport utility vehicle” Ford Edge.

O sistema Inteligente de Tracção Integral da Ford mede até que ponto as rodas do carro estão a aderir à superfície da estrada e consegue distribuir de forma homogénea o binário pelas quatro rodas em menos de 20 milissegundos – vinte vezes mais rápido que um piscar de olhos – para garantir uma maior estabilidade e segurança aos condutores especialmente em condições escorregadias.

A Ford propõe também a Tracção Integral Ford Performance para o seu desportivo Ford Focus RS para optimizar a performance tanto na estrada como em pista, bem como um sistema de quatro rodas motrizes seleccionável pelo condutor para a pick-up Ford Ranger e um sistema Inteligente de Tracção Integral específico para a Transit van enfrentar os mais duros terrenos “off-road”.

A Ford desenvolve estas tecnologias em condições desafiantes, desde os duríssimos desertos, ao Círculo Polar Árctico e à pista de testes secreta da Ford em Lommel, Bélgica, para garantir que os seus clientes podem esperar tracção e durabilidade optimizadas.

“Para que os entusiastas dos desportos radicais nos buggies das dunas não fossem surpreendidos ao chegar ao topo de uma duna e depararem com os SUV’s em testes no meio do deserto, colocámos mastros de bandeiras com 3 metros para sermos vistos mais facilmente ao longe quando fossemos em direcção aos mais remotos e exigentes terrenos da Califórnia”, disse Derek Ward, especialista técnico da área de Dinâmica Avançada de Veículos da Ford a nível Global. “A nossa tecnologia Inteligente de Tracção Integral significa que podemos levar o Edge por territórios que muitos clientes ficariam surpreendidos de saber ser possível”.

Na Grossglockner, passagem pelos altos Alpes austríacos – uma das mais altas estradas pavimentadas da Europa – a Ford testou veículos equipados com o sistema Inteligente de Tracção Integral para garantir que conseguiam puxar reboques ou caravanas por infindáveis inclinações sem sobreaquecimentos e sem sufocar os seus motores neste ambiente montanhoso de ar rarefeito.

O percurso de 48 quilómetros sobe até aos 2504 metros através de difíceis 36 ganchos e com um gradiente médio de 9 por cento, pela montanha mais alta da Áustria.

As normas de desenvolvimento e teste para os sistemas de tracção integral e de quatro rodas motrizes da Ford envolvem igualmente:

· Atravessar o acidentado terreno das Flinders Ranges – a maior cadeia montanhosa do Sul da Austrália

· Condução a velocidades elevadas pelas mãos dos especialistas da Ford em dinâmica de veículos em Lommel; na pista de testes de Nardo, Itália; e no circuito de Nürburgring, Alemanha

· Suportar temperaturas superiores a 40 ºC na pista de testes da Ford no Arizona, Estados Unidos

· Testes fora de estrada em locais de grande exigência na África do Sul e na Austrália

· Testes em climas frios, em Wanaka, na Nova Zelândia, Arjeplog na Suécia, no interior do Alasca e no Círculo Polar Árctico na Finlândia, a temperaturas de -30 ºC

Testar em diferentes tipos de superfícies e numa variedade de climas permite que os engenheiros da Ford afinem as respostas e a distribuição binária dos sistemas Inteligentes de Tracção Integral, e os testes fora de estrada sob temperaturas elevadas para levaram ao desenvolvimento de condutas protectoras que optimizaram o fluxo de ar na caixa de transferências para maior durabilidade.

Para o Focus RS, dois anos de testes intensivos tanto em estrada como em pista resultaram num novo sistema de Tracção Integral Ford Performance cuidadosamente optimizado para funcionar em harmonia com as sofisticadas suspensões e direcção deste modelo, contando com uma caixa de transferências refrigerada a água para a máxima performance e fiabilidade.

Tecnologia preventiva

A tecnologia Inteligente de Tracção Integral da Ford utiliza sofisticados sensores que comparam a velocidade do veículo e a velocidade individual das rodas para detectar quando uma roda está a patinar, podendo também prever quando pode ocorrer uma perda de tracção pela utilização da direcção e dos pedais pelo condutor. O sistema consegue preventivamente ajustar a distribuição binária para evitar que a roda deslize, reduzindo o trabalho aos condutores e proporcionando viagens mais agradáveis aos passageiros.

A Ford está a desenvolver tecnologias futuras de tracção integral que irão monitorizar as informações de um maior número de sensores e controlos do veículo, garantindo melhor tracção e consumos ainda mais eficientes nos veículos equipados com sistemas de tracção integral.

«A tecnologia de tracção integral é uma das formas mais eficazes de aumentar a segurança e confiança para os nossos clientes. Já no próximo ano, a Ford irá oferecer versões de tracção integral inteligente e de quatro rodas motrizes em oito modelos – quase 50 por cento da nossa gama – comparado com três modelos em 2012”, disse Ward.

Sobre a Ford Motor Company

A Ford Motor Company é uma empresa líder da indústria automóvel com sede em Dearborn, Michigan, Estados Unidos, e fábrica e distribui automóveis nos seis continentes. Com cerca de 197 mil funcionários e 67 fábricas em todo o mundo, as marcas de automóveis da empresa incluem a Ford e a Lincoln.

Robert Hudson

A Robert Hudson, representante oficial da Ford em Angola, iniciou a sua actividade no mercado angolano em 1926 e é, de todas as empresas de automóveis, a mais antiga e prestigiada, mantendo-se fiel aos seus padrões tradicionais de crescimento, solidez, confiança e responsabilidade, primando por manter uma relação estreita com os seus clientes. A Robert Hudson tem cerca de 250 colaboradores e, em 2013, vendeu 3.000 automóveis Ford, tendo facturado 150 milhões de dólares. Desde 2012, é líder de mercado no importante segmento das “pick-up”, com o modelo Ranger. Actualmente, assegura uma cobertura de 65% do território angolano, estando presente em Luanda, Lobito, Benguela, Malange, Lubango, Namibe, Huambo, Cuando Cubango, Bié, Moxico e Cabinda. A Robert Hudson é uma empresa do Grupo Salvador Caetano desde 1990.

(nota de imprensa enviada à nossa redacção com pedido de publicação)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA