Terramoto de intensidade 6,3 atinge mar entre Andaluzia e Norte de África

Vista de um cemitério muçulmano e, ao fundo, o enclave espanhol de Melilla, no Norte de África - Juan Medina/Reuters

Tremor levou centenas de pessoas para a rua, mas provocou apenas pequenos estragos nas fachadas de alguns edifícios. Não há feridos ou mortos.

Um terramoto de intensidade 6,3 na escala de Richter e epicentro no mar entre a Andaluzia e o Norte de África alarmou centenas de habitantes e causou pequenos estragos em edifícios, sobretudo no enclave espanhol de Melilla e na cidade marroquina de Alhucema, mas não provocou vítimas ou feridos.

O sismo ocorreu às 5h22 desta manhã e desde então já se sentiram várias réplicas, sendo que as mais fortes tiveram uma intensidade de 4,5 e 4,4 pontos: a primeira ocorreu apenas doze minutos depois do impacto inicial e a última já depois das 7h da manhã.

Dados do Instituto Nacional Geográfico espanhol indicam que o tremor aconteceu a uma profundidade de cerca de dez quilómetros, no mar de Alborán. Em Melilla, a cidade mais afectada, o impacto fez centenas de pessoas abandonarem as habitações por receio de que os edifícios pudessem ruir.

Apesar do alarme, os serviços de emergência espanhóis não registaram feridos ou mortes. O mais grave que se avistava na manhã desta segunda-feira eram fracturas nas fachadas de alguns edifícios, objectos caídos na rua e danos em secções de telhados e paredes falsas. Dezenas de pessoas estão impedidas de regressar a casa e as escolas estarão encerradas em Melilla nesta segunda-feira.

O choque chegou também a várias cidades andaluzas, como Cádis, Jaén, Córdoba, Granada, Sevilha e Almería, mas foi em Málaga que o tremor se sentiu com mais intensidade e de onde os serviços de emergência receberam mais de 200 chamadas de socorro.

É o segundo terramoto na mesma zona do mar de Alborán numa semana. O último aconteceu na sexta-feira, também ao redor de Melilla, e teve uma intensidade de 5,1 na escala de Richter. Provocou alguns estragos em dois edifícios do conclave espanhol.  (Público)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA