Savimbi em Call Of Duty como “bárbaro”

Savimbi em Call Of Duty como "bárbaro" (VOA)

Os filhos de Jonas Savimbi, o fundador da UNITA, puseram em tribunal os editores do jogo Call of Duty.
O processo surge porque a versão Black Ops II do famoso jogo Call of Duty coloca o seu pai como “bárbaro” no jogo.

Eles exigem uma indemnização de cerca de um milhão de euros à filial Activision Blizzard.

Para os herdeiros de Savimbi, a figura de “bárbaro” desvirtua a “imagem histórica” do pai.

Para os três filhos que avançaram com o processo, o “pai é colocado como um homem que quer matar toda a gente”, lê-se na revista online Game of the Year.

Numa das fases do jogo, Jonas Savimbi aparece liderando o grupo que está a combater o MPLA e grita no jogo “morte ao MPLA”.

A Activision Blizzard já se pronunciou negando estarem a desvirtuar o nome e figura histórica do fundador da UNITA.

O caso vai a tribunal a 3 de Fevereiro (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA