Presidente do Irão condena execução de clérigo e invasão à embaixada da Arábia Saudita

(Foto: REX FEATURES)

O presidente iraniano, Hassan Rouhani, comprometeu-se a proteger a segurança das missões estrangeiras no seu país e a processar os responsáveis pelos ataques aa missões diplomáticas da Arábia Saudita em uma série de mensagens postadas na sua conta pessoal no Twitter neste domingo.

Rouhani culpou “indivíduos extremistas” pelos ataques a embaixada saudita em Teerão e no consulado na cidade de Mashhad em resposta à execução na Arábia Saudita do alto clérigo xiita Nimr al-Nimr.

Ele também condenou a Arábia Saudita pela execução de Nimr, chamando-a de violação dos “direitos humanos e aos valores islâmicos” e acusando a monarquia sunita de perseguir “políticas sectárias que têm desestabilizado a região nos últimos anos”.

Manifestantes que protestavam contra a execução de Nimr invadiram o prédio da embaixada saudita em Teerão neste domingo, partindo móveis e provocando incêndios, mas foram expulsos pela polícia. (REUTERS)

por Hadeel Al Sayegh

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA