Presidenciais 2016: “Serei o Presidente de todas as portuguesas e portugueses”, Marcelo Rebelo de Sousa, o novo Chefe de Estado português

(EURONEWS)

Marcelo Rebelo de Sousa confirmou as projeções iniciais e venceu com maioria absoluta à primeira volta as eleições para a Presidência da República. Sampaio da Nóvoa, Marisa Matias e Maria de Belém já o novo Presidente da República de Portugal. A contagem de votos ainda não terminou, mas a vitória já não escapa ao antigo líder do PSD.

O triunfo ficou assegurado pouco depois das 22 horas quando estavam escrutinadas quase 99 por cento das freguesias, de acordo com os dados oficiais revelados pela secretaria-geral do Ministério da Administração Interna. Pelas 22h55, e já com 99,4 por cento do escrutínio realizado, Marcelo Rebelo de Sousa somava 52,11 por cento dos votos.

Sampaio da Nóvoa foi o segundo mais votado (22,8 por cento), seguido de Marisa Matias (10,1 por cento), Maria de Belém (4,2 por cento), Edgar Silva (3,9 por cento), Vitorina Silva (3,3 por cento), Paulo de Morais (2,1 por cento), Henrique Neto (0,8 por cento), Jorge Sequeira (0.3 por cento) e Cândido Ferreira (0,2 por cento). A abstenção seguia nos 51,22 por cento. Os resultados ainda são provisórios.

Presidenciais em Portugal: O descanso de Cavaco e a sombra da abstenção

As urnas abriram às 08 horas deste domingo, em Portugal continental e na Madeira, e encerraram pelas 19 horas. O processo nos Açores abriu e encerrou uma hora depois devido à diferença horária.

Mais de 9,7 milhões de eleitores tinham a decisão na mão. Se um dos candidatos obtivesse mais de 50 por cento dos votos seria logo eleito Chefe de Estado. Se não, uma segunda volta estava já marcada para 14 de fevereiro.

Os 10 candidatos apareceram no boletim de voto pela seguinte ordem: Henrique Neto, António Sampaio da Nóvoa, Cândido Ferreira, Edgar Silva, Jorge Sequeira, Vitorino Silva (conhecido por Tino de Rans), Marisa Matias, Maria de Belém, Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo Morais.

Marcelo Rebelo de Sousa vai suceder a Cavaco Silva na presidência de Portugal, já à primeira volta, quando lidera a contagem de votos com mais de 52%, muito à frente dos restantes nove adversários. Duas das três projeções das televisões portuguesas avançavam já essa vitória, quando apenas as previsões da RTP admitiam ainda a possbilidade de uma segunda volta.

António Costa, primeiro-ministro de Portugal e líder do PS: “Em nome do Governo, quero felicitar o senhor professor Marcelo Rebelo de Sousa como vencedor das eleições presidenciais e formular votos sinceros dos maiores sucessos no exercício do mandato que hoje lhe foi conferido pelos portugueses. Ao Presidente da República agora eleito quero reafirmar o compromisso de máxima lealdade e plena cooperação institucional que tive a oportunidade de expressar aquando da tomada de posse do atual Governo.” (EURONEWS)

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA