PR guineense inicia contactos para tentar encontrar uma saída para a crise

José Mário Vaz, Presidente da Guiné-Bissau (REUTERS)

O Presidente da Guiné-Bissau inicia nesta segunda-feira uma série de contactos com partidos políticos, organizações da sociedade civil e personalidades na tentativa de encontrar uma solução para a crise política que se arrasta desde que, em Agosto, o próprio José Mário Vaz demitiu o Governo do PAIGC liderado por Domingos Simões Pereira.

Uma nota da Presidência da República informou que o primeiro encontro será com a Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH), que desde quinta-feira mantém contactos com os partidos políticos.

Depois José Mário Vaz reúne-se com o Movimento pelo Desenvolvimento “Miguilan”, a Plataforma Nacional das Organizações da Sociedade Civil, a Associação das Mulheres Juristas e ainda um conjunto de associações juvenis.

Para amanhã, o Presidente vai falar com os partidos políticos com assento parlamentar, a partir das 15 horas.

A Guiné-Bissau encontra-se mergulhada numa profunda crise política, com o Parlamento completamente paralisado depois de a Comissão Permanente da Assembleia Nacional Popular ter retirado o mandato a 15 deputados expulsos do PAIGC.

Esses deputados não abandonaram a sala e uniram-se ao PRS, na oposição, para nomear uma nova mesa da ANP e um novo presidente, o líder do PRS no Parlamento.

O Presidente da ANP Cipriano Cassamá considerou o acto inexistente e suspendeu os trabalho do Parlamento que deviam debater e votar o Programa do Governo. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA