Portugal: Donos da TAP mudam ‘cassete’ e devolução pode estar próxima

(DR)

Líderes do consórcio Atlantic Gateway e Governo reduziram a distância que os separava antes da terceira reunião para discutir a reversão parcial da privatização.

Foi uma das promessas mais fortes da campanha de António Costa para as legislativas e apenas dois meses após ter sido eleito Primeiro-Ministro, o líder socialista pode confirmar o regresso da maior parte do capital da TAP às mãos do Estado.

Quando o Governo entrou em funções, as declarações de David Neeleman e Humberto Pedrosa pareciam afastar qualquer hipótese de entendimento: o empresário holandês e norte-americano falava de uma decisão que “não faria sentido” e Pedrosa dizia apenas não acreditar na reversão.

Após três reuniões com o Ministro do Planeamento e Infraestruturas, o ambiente mudou e o discurso dos donos da TAP também. “A gestão é o mais importante”, disse David Neeleman ontem aos jornalistas, abrindo a porta a um entendimento que poderá ser alcançado em breve. Para o empresário, a “vida do dia a dia não vai mudar” caso o Estado volte a ser o acionista maioritário.

Humberto Pedrosa seguiu a mesma linha de discurso e por isso, parece estar cada vez mais próxima a concretização de uma das grandes ambições do Governo apoiado pela Esquerda na atual legislatura. (Noticias ao Minuto)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA